sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Splash Page: O Universo Valiant

Não é só de DC e Marvel que temos que viver. Há dezenas de outros universos cheios de heróis, vilões e boas histórias para contar. Com este pensamento, resolvi me aventurar por novos universos, querendo conhecer personagens mais originais, e ao mesmo tempo, sair um pouco da estagnação que a indústria de quadrinhos se encontra atualmente. Assim, o universo Valiant foi o primeiro que me chamou a atenção.

A Valiant começou no fim dos anos 80, porém após muitas idas e vindas se desestruturou, só retornando aos eixos em 2011 quando contratou vários nomes de outras empresas de quadrinhos. A partir daí, ela passou a ser um nome frequente em prêmios como o Eisner e o Diamond Gem, tendo um forte apreço tanto crítico quanto de público. Suas HQs passaram a ser a válvula de escape dos fãs cansados de Batman e Homem-Aranha, superando até nomes como Dark Horse.

Há vários personagens excelentes na Valiant, tanto que recentemente eles anunciaram que estão trabalhando em um universo cinematográfico assim como Marvel e DC. Sua mescla de identidades oferecem muito ao público carente de boas ideias, mas principalmente conseguem dizer que a boa e velha máxima de "capuz e capa" ainda possui muito o que nos surpreender.

Veja a personagem FAITH, por exemplo. Uma adolescente que veste um número maior do que a grande maioria de "gostosonas" cheias de curvas de outras editoras. A loira fofinha possui tudo o que uma aspirante a heroína deve ter: identidade secreta, trabalho de "verdade" como jornalista, amigos muito importantes, e vilões atacando a sua cidade dia e noite. O destaque de suas narrativas devem ser ao fato de que ela se comunica com a contemporaneidade, usando termos de mídias sociais e enfrentando problemas de preconceito por causa de seus "quilinhos a mais". A personagem consegue oferecer muito mais do que uma simples história de herói contra vilão, além de ultrapassar barreiras pouco vistas no mainstream.

Já no caso de Archer & Armstrong, aqui temos uma HQ que navega por águas mais conhecidas, mas que decide a partir disso se aventurar por temáticas mais próximas do leitor como amizade e aventura. A química entre ambos personagens que convivem em meio a caos e muita, mas muitas piadinhas ruins (no bom sentido), é um prato cheio para aqueles que estão cansados do mais do mesmo entre Batman & Superman ou Demolidor e Justiceiro.
Shadowman é uma série icônica, criada há anos no começo da parceria entre Valiant e Acclaim (a falida empresa de videogames). Sua temática dark, cheia de monstros do além e escuridão ditam o ritmo mais sério de uma revista que está sempre evoluindo e melhorando. Aqui há comparações claras com Hellboy e até mesmo Courtney Crumrin, mas com um teor menos engraçado e mais agressivo. O protagonista possui camadas em sua criação e desenvolvimento que o transforma em um personagem perfeito para aquele que gosta de se aprofundar na psique alheia.

Há muitos outros título no Universo Valiant como X-O Manowar, Brittania, Divinity etc, que serviriam para apresentar ainda mais as opções que temos fora o "que todo mundo lê", porém para isso você precisa ir atrás e conhecer as páginas cheias de criatividade e sentimento que rondam a editora. Siga o meu conselho: saia um pouco do mais do mesmo e se aventure pelos diálogos bem escritos, pela arte carismática, pelo ritmo desenfreado de muitas de suas revistas. A Valiant não vai sumir tão cedo, então aproveite seus novos lançamentos e divirta-se!!

Escrito por Ricardo Syozi

0 crises:

Enviar um comentário