Avançar para o conteúdo principal

DC Rebirth Julho - Segunda Semana - Análises

Com a segunda semana de Julho, o Rebirth conta com conhecidos vilões: Apocalipse está de volta, o Parallax marca presença e até mesmo alguém que era tido como amigo, passa para o outro lado. Além disso, temos a estréia de um novo Super-Man, o garoto chinês Kenan Kong! Veja o que achamos das novas publicações da DC Comics:


Action Comics #959 por Dan Jurgens, Tyler Kirkham e Arif Prianto.
Cuba: O avanço de Doomsday continua e os mistérios cercando o novo Superman, Lex Luthor tentando ser bom e um Clark Kent aparecendo do nada, continuam. Investindo apenas na luta, Jurgens não escreve nada muito diferente, é uma leitura que não complementa muito na história e que nos faz esperar a próxima edição.

Detective Comics #936 por James Tynion IV, Alvaro Martinez, Raul Fernandez e Brad Anderson.
Cuba: Tynion se tornou um especialista em Batman e conseguiu construir um vilão onde ninguém olharia, dando uma chacoalhada no roteiro e transformando a leitura numa bela aventura do Morcego, claro, sem o mesmo. Como todo desenhista marcante que passa por Batman, Martinez consegue passar uma noção de movimento que poucos artistas mantém, dando uma vividez aos encapuzados de Gotham.

Hal Jordan e a Tropa dos Lanternas Verdes: Rebirth #1 por Robert Venditti, Ethan Van Sciver e Jason Wright.
Cuba: Venditti e Sciver juntos? Garantia de coisa muito boa e foi o que aconteceu. Essa primeira edição de Hal foi simplesmente fenomenal, juntando toda a força de vontade que habitou as histórias dos Lanternas nos últimos tempos, Venditti escreveu o começo de uma nova epopeia da Tropa e os desenhos de Sciver só ajudaram a fazer dessa uma grande história. Com Hal Jordan de um lado e Thaal Sinestro do outro, essa revista começa como uma das grandes promessas do Rebirth.

Novo Super-Man #1 por Gene Luan Yang, Viktor Bogdanovic, Richard Friend e Hi-fi.
Cuba: Kenan Kong é o típico adolescente babaca americano, só que a história aqui é contada na China, um 'mundo completamente diferente'. Na primeira edição ele já ganha seu pacote de origem - bem comum até - e história triste, contanto com uma apresentação bem peculiar de seus possíveis 'parceiros'. É uma revista interessante e, o que dá um toque especial é que Gene Luan Yang (ele escreveu os quadrinhos de Avatar!) nasceu na China e tem lá sua visão mais familiar da história que irá contar.

Nightwing: Rebirth #1 por Tim Seeley, Yanick Paquette e Nathan FairBairn.
Cuba: Piada com o Dick logo de cara, começamos bem! Como quase todas as edições Rebirth, essa traz um recomeço para Grayson e, Seeley, ainda consegue vincular toda a história com o origem do nome Nightwing e todas as aventuras de Dick como Agente 37. Essa edição é um ponto final e um recomeço, fechando todas as tramas anteriores, que corriam desde Mal Eterno. Paquette, como sempre, dispensa elogios por sua arte.

Flash #2 por Joshua Williamson, Carmine Giandomenico e Ivan Plascencia.
Cuba: Cuidando de seu novo 'parceiro', o detetive que foi atingido por um raio, quase nas mesmas condições que Barry, agora aprende aos poucos como usar a Força de Aceleração. Enquanto os capangas do Black Hole começam a colocar seus planos em prática, uma nova e, talvez, saudável amizade, começa a florescer. Williamson investe nos velocistas de um jeito peculiar, mas o sentimento de que uma boa história do Flash pode começar a qualquer momento, ainda paira no ar.


Mulher Maravilha #2 por Greg Rucka, Nicola Scott e Romulo Fajardo Jr.
Cuba: Ainda contando com Rucka, essa segunda edição traz o começo do novo jeito de se publicar Mulher Maravilha, intercalando as histórias a cada edição, nessa, com os traços de Nicola Scott, começa o arco Ano Um. Mais uma vez nos é contado o começo da história de Diana, porém, Rucka a mistura com os primórdios de Steve Trevor, o que dá uma fluidez muito boa na leitura e já cria um vínculo com as personagens.

Análises escritas por Rodrigo Castello, o Cuba, redator da coluna Primeira Edição.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.

Supergirl, Lanterna Vermelha

Não é de hoje que a Supergirl tem alguns problemas em controlar sua raiva e alguns sentimentos mais fortes e, de acordo com o novo escritor de Supergirl, Tony Bedard diz que Kara vai evoluir de uma adolescente cheia de raiva para uma adulta, defensora da Terra. Mas primeiro, ela tem que se livrar dessa fúria da juventude! Cuidado com os spoilers: