Avançar para o conteúdo principal

Shakespeare reimaginado: Toil and Trouble



Joguem seus livros de literatura inglesa no lixo e esqueçam o que sabem sobre Macbeth, pois a mais famosa tragédia do Bardo ganhou uma nova versão inteiramente fantástica nas mãos de Mairghread Scott, que assina o roteiro e das artistas Kelly e Nichole Matthews

Em Toil and Trouble, o poder está nas mãos das três bruxas Riata, Cait e Smertae. Elas são o poder que controla reis e o destino da Escócia. Sempre invisíveis, as irmãs governam de acordo com a antiga religião, desde os tempos em que a Escócia se chamava Alba, desde antes do retorno das neves e do gelo. Três bruxas guiam o povo à sua maneira. Porém, quando surge uma divergência na irmandade, Riata e Smertae passarão a usar homens como peões e Smertae levará Macbeth a uma coroa que ele nunca deveria ter possuído.


Esse é apenas um breve resumo que de forma alguma faz justiça à beleza e ao simbolismo de Toil and Trouble. Escrita como uma série de seis volumes nomeados atos (tal qual a peça que lhe deu origem), a história das irmãs se entrelaça com a de Macbeth e de sua esposa, ambos peças num jogo maior. Através das páginas bem desenhadas e cheias de detalhes, o leitor é levado a conhecer batalhas, intrigas e a magia antiga associada às Highlands. Quem é familiarizado com a peça de Shakespeare irá reconhecer nas falas e nas ações de seus personagens o tom sombrio que preambula a narrativa do atormentado Macbeth.

Desde o primeiro ato, vemos Riata, Cait e Smertae às voltas com seus próprios desejos e em conflito sobre o que deve ou não ser feito pelo bem da Escócia e de seu povo. E é justamente esse conflito que direciona tudo o que acontece. Quem vive, quem morre e como esse alguém deve morrer, tudo depende da vontade trina das bruxas. Porém, essa vontade nem sempre ressoa como uma e é aí que reside o problema.

Um leitor pode até saber como termina a história trágica de Macbeth, mas o caminho até sua derrocada é o grande destaque de Toil and Trouble. Mairghread, Kelly e Nichole fizeram um trabalho magnífico ao construírem sua história ao redor das bruxas e não de Macbeth. O foco no feminino fez toda a diferença nos quadrinhos pois apresentou ao público um elemento que era desconhecido: a forca de Alba,  a força da magia personificada nas irmãs.



Com personagens bem construídos, embora baseados e oriundos do trabalho de William Shakespeare, Toil and Trouble se sustenta por mostrar a fragilidade humana e as fraquezas do coração. Um peão em sua própria história, Macbeth finalmente encontra uma narrativa visual à altura de seus demônios interiores. Em suma, uma leitura que todo fã de poesia e de comics deveria adicionar à sua estante.

-
DADOS DA OBRA
TÍTULO: Toil and Trouble (6 volumes)
ROTEIRO: Mairghread Scott
ARTE: Kelly e Nichole Matthews
EDITORA: Archaia
ONDE ACHAR: BOOM! Studios

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.

Supergirl, Lanterna Vermelha

Não é de hoje que a Supergirl tem alguns problemas em controlar sua raiva e alguns sentimentos mais fortes e, de acordo com o novo escritor de Supergirl, Tony Bedard diz que Kara vai evoluir de uma adolescente cheia de raiva para uma adulta, defensora da Terra. Mas primeiro, ela tem que se livrar dessa fúria da juventude! Cuidado com os spoilers: