Avançar para o conteúdo principal

Vertigo Dezembro - Primeira Semana - Análise Completa

A primeira semana de dezembro traz a estréia de The Sheriff of Babylon, nova revista da Vertigo trazendo acontecimentos da Guerra do Iraque, escrita por Tom King e desenhada por Mitch Gerads. Enquanto isso, as continuações de Survivor's Club e Unfollow seguem seu rumo, confira a análise completa das três aqui no Crise!


The Sheriff of Babylon #1 por Tom King e Mitch Gerads.
Cuba: Guerra do Iraque, exército, modo de vida Americano, glória a guerra, essas são coisas que não entram na minha realidade, acho que nem mesmo na época do colégio estudando esse tipo de coisa. A história gira em torno de Christopher, Sofia e Nassir, três pessoas completamente diferentes, um ex-policial americano treinando pessoas em Bagdá, uma  exilada que teve a família morta por Sadam Hussein e um homem que perdeu tudo para bombas lançadas por caças estado-unidenses.

Como promeira edição, ela ficou numa linha tênue de qualidade, satisfazendo por apresentar muito bem as personagens mas, aparentemente, sem dar algum contexto para a história. Sabemos que acompanharemos a vida dos três, cada um com sua conexão, durante a invasão ao Iraque em 2004, com os EUA policiando o que era chamado de ‘Zona Verde’, supostamente controlada. Mitch Gerads traz uma arte bem sólida, mais uma vez trazendo o melhor que a Vertigo faz, que é combinar muito bem o artista escolhido com o roteiro que eles produzem.

Tom King consegue se destacar na apresentação e, mesmo deixando o background para as próximas edições, a revista consegue prender bastante a atenção, imagino que ela tenha se destacado muito no mercado do Tio Sam.

Survivor’s Club #3 por Lauren Beuks & Dale Halvorsen, Ryan Kelly e Eva de la Cruz.
Cuba: Cada vez mais confuso. A revista está se consagrando por tentar passar o maio número de informações e não explicar nada. Cada personagem tenta resolver o problema de seu jeito, fazendo coisas separadas e Beuks joga o roteiro no ventilador e grita alelúia! Compreensão é uma coisa que passa longe de Survivor's Club.

Unfollow #2 por Rob Williams, Michael Dowling e Quinton Winter.
Cuba: A essência ta ai, um pouco de Battle Royalle, talvez uma pitada de Big Brother, não sei. Unfolow pode ter começado devagar e continua na mesma, mas ele se torna mais interessante junto de suas personagens. Williams consegue, assim como em Caçador de Marte, colocar muita profundidade em personagens que acabaram de aparecer, isso é um belo dum ponto forte. Progredindo aos poucos, a revista ainda tem muito o que mostrar e a arte de Dowling pode ajudar muito com todo seu estilo e movimentação para, o que pode ser, uma revista de aventura e ação.

Análise escrita por Rodrigo Castello, o Cuba, redator da coluna Primeira Edição.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.

Sweet Tooth #02

Estava bastante ansioso para saber o que sairia desta HQ no segundo episódio. A primeira edição foi boa, e poderia esperar tanto uma estagnação da história, como uma reviravolta. Felizmente, o melhor aconteceu.