Avançar para o conteúdo principal

O Marvetinho: Primeiras impressões sobre o Episódio VII

Fui assistir à sessão da meia noite, e até agora não tive tempo para escrever algo sobre o filme. Não quero fazer uma crítica ou resenha devido ao fato de estar muito extasiado com tudo o que vi. De forma geral o que posso dizer é que para alguém não gostar muito (para dizer o mínimo) desse filme é preciso que o seu nível de exigência seja de uma galáxia muito distante outro mundo.

Nora do editor: antes de começar a ler, fique atento aos spoilers, eles começam na metade do texto, mediante aviso do redator.

Para O Despertar da Força não bastava que o filme fosse bom enquanto filme, mas enquanto Star Wars, o que implica na necessidade de passar a mesma vibe que os anteriores, e isso com certeza ocorre aqui, a atmosfera está muitíssimo bem construída. A parte técnica, como todos já sabem, está impecável, unindo CGI com efeitos práticos. O elenco está muitíssimo bem, e isso não é exagero. Harrison Ford está muito bem de volta ao papel, mas Daisy Ridley e  John Boyega são o grande destaque, tanto separadamente quanto em conjunto. Não vejo aqui a necessidade de ressaltar que ela é mulher e que ele é negro, pois eles são pessoas, e devemos olhar essa inclusão como algo natural, isso não deveria nem ser algo a nos surpreender. Honestamente posso dizer que não gostei nem mais de um e nem mais de outro, os dois são verdadeiramente carismáticos, o que só me faz pensar que a saga está em boas mãos, no que diz respeito à passagem de bastão para uma nova geração. Oscar Isaac também está muito bem, e o seu personagem tem um bom senso de humor.

Adam Driver está muito bem como Kylo Ren, e traz humanidade ao personagem, que não é o mal encarnado, pois tem as suas fraquezas e inseguranças. Muitos podem não gostar, mas isso faz todo o sentido para o personagem, é preciso aceitar. O duelo de sabres está muito bem coreografado, e realmente não é tão dançado quanto na segunda trilogia, mas muito melhor do que na Trilogia Clássica.

Spoilers

Spoilers leves: Se tem alguma coisa que eu senti que faltou ser melhor explorado é a República. O quão abrangente é ela em relação à Primeira Ordem? A Resistência é como o exército oficial da República, ou apenas uma aliada à parte? Qual a sede dessa Nova República? Será que isso será mostrado nos próximos dois filmes?

Spoilers pesados: O que dizer da Capitã Phasma? Totalmente mal aproveitada. Não quero dizer isso no texto principal porque é justo que as pessoas se decepcionem com ela durante o filme, também. E quem diabos é o Snoke? A curiosidade está imensa em relação a esse misterioso gigante.

Eu estava certo sobre o Kylo Ren ser o Jacen Solo, e isso me deixa muito feliz, pois o Universo Expandido ainda vive nesses novos filmes. Se não bastasse ele ser o equivalente ao Darth Caedus do UE, o seu nome é o mesmo do filho de Luke (Ben), nessa agora realidade paralela. Podemos também considerar a semelhança do seu visual com o de Darth Revan, o sith que tanto amamos. Falta, é claro, explorar totalmente os Cavaleiros de Ren, que só aparecem na visão de Rey.

Quanto ao R2, ele só apareceu ao fim do filme, mas isso só gera um efeito ainda melhor sobre o nosso reencontro com o personagem. O BB-8, porém, faz muito bem o papel do droid carismático.

Não há muito o que dizer do Luke, a não ser o fato de que é muito bom revê-lo, e que ele está com visual muito legal. Havia todo esse mistério em torno de sua aparição, mas a verdade é que não havia mistério nenhum, no fim foi o que todos já sabiam (o que não é algo ruim, é apenas uma observação).

Também abri um sorriso enorme no rosto quando no letreiro inicial estava escrito "Episódio VII". Isso prova que essa nomenclatura apenas foi excluída do marketing, para não espantar o público que nunca assistiu a Star Wars.

Um dos spoilers eu não direi aqui (apesar de talvez um considerável número de pessoas saber, não sei), para preservá-lo melhor.

Eu não consigo parar de pensar nesse filme. Não posso dizer que excedeu as minhas expectativas, pois elas eram enormes. Posso dizer, porém, que elas foram 100% cumpridas. Meus parabéns a todos os envolvidos. Estamos vivendo algo histórico, amigos.

Por Lucas Giesteira

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.

Supergirl, Lanterna Vermelha

Não é de hoje que a Supergirl tem alguns problemas em controlar sua raiva e alguns sentimentos mais fortes e, de acordo com o novo escritor de Supergirl, Tony Bedard diz que Kara vai evoluir de uma adolescente cheia de raiva para uma adulta, defensora da Terra. Mas primeiro, ela tem que se livrar dessa fúria da juventude! Cuidado com os spoilers: