sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Vertigo Comics Outubro - Terceira Semana - Análise completa

A estreia da semana da Vertigo Comics é Clean Room, de Gail Simone e Davis Hunt. Nomes famosos na indústria dos quadrinhos; a revista marca a terceira estreia da editora no mês. Confira o que nossos redatores acharam da revista!


Clean Room #1, por Gail Simone e Jon Davis-Hunt.

Sid: Eu estou realmente surpreso, mas de uma maneira negativa. Eu não esperava ver uma revista tão fraca na nova Vertigo. "Nome da revista que esqueci" aposta em mostrar as experiencias sobrenaturais e bizarras de pessoas que sofreram traumas (tema parecido com survivor's club). Mas ao mesmo tempo que passeia superficialmente nessa temática do trauma humano a revista na verdade esconde todo um background de fantasia, de monstros e de grupos secretos dignos de piadas. Simplesmente nada nessa revista parece realmente interessante, pois são só recortes de outras idéias que ja deram certo em uma revista fraca e sem graça. E a recomendação do snyder na capa já me deu certeza de que a coisa não ia ser muito boa!

Alex: A revista já começa polêmica com assuntos como religião logo na sua primeira página. Os traços são esquisitos, mas não são feios. Cores simples marcam os painéis iniciais, mas a situação muda ao decorrer da história. Apostando naqueles típicos começos "wtf", a história se mostra com um foco bem interessante na protagonista, que sofre de um trauma pós acidente, ao que tudo indica. A revista acerta muito em deixar o leitor em pânico, com medo do que pode ou não acontecer. O roteiro é corrido, meio que até demais. O que aconteceu no capítulo poderia ser dividido em dois facilmente, e tornaria a revista muito mais aproveitável. É bem interessante, entretanto. O que será essa tal de "Cleam Room", e o que Chloe tem relacionado a isso?

Resenha escrita por Sidarta, dono da coluna Sid-Caverna; e Alex, escritor da coluna O Limite.

0 crises:

Enviar um comentário