Avançar para o conteúdo principal

The Flash S02E02 'Flash of Two Worlds' - Análise

Introduzindo o novo velocista na história, Flash of Two Worlds traz um Jay Garrick sem poderes que pode virar o novo 'professor' de Barry e, pra completar, ainda tem a introdução de uma nova e importante personagem! Confira o que achamos do segundo episódio dessa nova temporada de The Flash:

Começando pelo nome, temos uma referência exponencial a primeira reunião dos Flashes nos quadrinhos e, claro, ao início do Multiverso, tão conhecida marca da DC Comics. Tanto o nome do quadrinho, mostrando Barry Allen e Jay Garrick se encontrando pela primeira vez, quando a famosa cena da capa, estão dentro do episódio.


Em termos de adaptação, Teddy Sears está perfeito como Jay Garrick. Com mais experiência - ganhou seus poderes com um acidente com água pesada, que nem no original, ele é o Cometa Carmim há dois anos, um a mais que Barry e, claro, já pode ser um tutor, falando sobre a Guerra das Américas -isso mesmo, diferente não? - e ensinando Barry a lançar raios. 


Temos mais algumas respostas quanto a singularidade que fecha a primeira temporada, ela é a conectora dos dois mundos, puxou Jay da outra Terra e, dessa vez, ela quem traz os vilões. A mesma também pode ser o novo catalizador dos poderes de Cisco, que vem aparecendo cada vez mais depois que o Reverso disse que ele 'também era especial'. E olha só que conveniente, são 52 brechas que conectam as Terras 1 e 2, espalhadas por Central City!


Quanto a nova personagem, temos Patty Spivot, a mais recente adição do Departamento de Polícia de Central City! Nos quadrinhos, ela ganhou destaque com as histórias de Francis Manapul e Bryan Buccellato, sendo um novo interesse amoroso - a ser repetido no seriado - e importante personagem para a trama de Flash. Um pouco diferente da original, a Patty da série tem uma aura alegra, é mostrada como uma fã do trabalho científico de Barry, mas também é durona e insistente, afinal, ela é a nova parceira de Joe West.

Nota 9,0 Os únicos problema do episódio é o próprio Barry que, com um pé atrás sobre a aparição do novo velocista, fica massante e babaca como personagem, e a insistência em matar os vilões sempre que possível, dessa vez, o Demônio da Areia, vindo da Terra-2. Fora pequenos detalhes, Flash volta com tudo e mostra que a segunda temporada pode ser ainda melhor do que seu início.

Análise escrita por Rodrigo Castello, dono da coluna Primeira Edição.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.

Sweet Tooth #02

Estava bastante ansioso para saber o que sairia desta HQ no segundo episódio. A primeira edição foi boa, e poderia esperar tanto uma estagnação da história, como uma reviravolta. Felizmente, o melhor aconteceu.