domingo, 7 de junho de 2015

O Marvetinho: O Marvel Studios utilizará o Homem-Aranha melhor do que a Sony?


Depois de um longo período trancafiado nos estúdios da Sony, finalmente o Homem-Aranha participará do Universo Cinematográfico da Marvel. Será que, com um personagem tão icônico, o Marvel Studios conseguirá utilizar melhor o Aranha?

Acredito que a melhor maneira de começar seja lembrando que a Marvel, como qualquer editora ou estúdio, é uma empresa, repleta de funcionários, cada qual exercendo as mais diversas funções. Se existem funcionários, existem os chefes, os "engravatados". Tanto no caso da editora quanto no caso do estúdio (e da divisão da TV) temos o time criativo (roteiristas, diretores, escritores, desenhistas) e os cabeças, cujos nomes mais conhecidos são o editor chefe Axel Alonso e o presidente Kevin Feige. Mas a questão é que tanto os cabeças quanto os times criativos são vários, e neste caso eu não desejo colocá-los como integrantes da empresa, mas sim como pessoas. Enquanto pessoas, cada um tem as sua próprias visões sobre tudo, e isso inclui os próprios personagens da empresa em que trabalham. Em outras palavras, a Marvel não é uma entidade, mas sim uma empresa formada por incontáveis pessoas, enquanto os seus personagens não são pessoas reais, e sim criações, estando sujeitos a diferentes interpretações (mesmo que certas características centrais sejam intocáveis, em teoria). Dito isto, onde entra o Homem-Aranha, sobretudo a sua futura versão no Universo Cinematográfico da Marvel?

É sabido que um número enorme de fãs exalta e defende tudo o que o Marvel Studios faz. Isso pode ser mencionado em diferentes discussões a respeito dos filmes (infinitamente mais do que nos quadrinhos), então não vale a pena ser muito explorado aqui. A questão é que o desejo pela participação no MCU do que muitos consideram o melhor personagem da Marvel é enorme. Isso é um equívoco? Não necessariamente, depende da justificativa. Um fã tem toda a lógica a seu favor, quando deseja o Aranha no Marvel Studios por querer vê-lo ao lado dos outros heróis. Não há nada demais nisso senão o desejo. Contudo, a lógica não está muito presente em alguém que deseja o personagem de volta à Marvel por afirmar que o estúdio saberá fazer filmes muito melhores do que a Sony. Todos sabemos que é difícil afirmar se filme x é melhor do que filme y, mas se compararmos os três últimos filmes do Homem-Aranha (incluindo Homem-Aranha 3) com, por exemplo, os dois filmes do Thor e Homem de Ferro 2 e 3, a discussão irá render. Não estou considerando filmes que são adorados por muitos, mas que também são criticados por muitos, como Era de Ultron (filme que eu adorei), mas filmes que possuem realmente poucos defensores, e muitos fãs desapontados. Assim sendo, o Marvel Studios tem cerca de metade de acertos, até o presente momento. Não considero nenhum de seus erros algo absurdo (como no nível de X-Men Origens e Lanterna Verde), assim como não considero os erros da Sony absurdos, honestamente. Assim sendo, o próprio histórico do MCU, visto de forma realista, já deveria tirar qualquer certeza suprema de que o Amigão da Vizinhança terá filmes excelentes ao voltar para casa.

A questão, porém, é que esse é apenas o argumento ligado diretamente ao Marvel Studios, mas e a Marvel como um todo? Qual a visão que ela (ou seja, os envolvidos) tem a respeito do personagem, ao menos atualmente/nos últimos anos? Não adianta falarmos das fases clássicas do personagem, pois seria o mesmo que compararmos os X-Men de Chris Claremont com os X-Men deste século, as coisas mudam. Os leitores antigos viram um garoto tornar-se um homem, um homem com uma vida normal. Normal no sentido de um cara que construiu a própria vida com o passar dos anos, por mais que a sua vida de super-herói o tenha impedido de ter conquistado muito mais no âmbito pessoal. A questão é que chegou um momento em que a Marvel começou a fazer de tudo para rejuvenescer o personagem, como sumir com a sua filha (literalmente) e, posteriormente, sumir com o seu casamento com a Mary Jane. Somado a isso, criaram a sua versão Ultimate, que começou com um Peter Parker adolescente, e que continuou adolescente até morrer, depois de dez anos de publicações. Hoje em dia vemos um Peter menos adulto do que o de anos atrás, e isso se intensifica ainda mais no desenho animado Ultimate Spider-Man, produzido pela própria Marvel. Muitos podem pensar que desenhos animados não têm nada a ver com o Cinema, mas a série animada atual dos Vingadores (Avengers Assemble) segue o Cinema em muitos aspectos, como nos integrantes da equipe, visuais, principais vilões e até mesmo pôsteres (o desenho têm um pôster que é quase uma réplica do cartaz do primeiro filme dos Vingadores). O reflexo do Cinema nos desenhos é tamanho ao ponto de eu poder dizer que logo que anunciaram que o Falcão faria parte do desenho, eu já tinha certeza de que o ele seria o próximo herói a aparecer nas telonas, e foi o que aconteceu, exatamente. O desenho anterior, Os Heróis Mais Poderosos da Terra, foi trocado por este por seguir diretamente os Vingadores dos quadrinhos, o que não é mais de interesse da Marvel. É inevitável, filmes e desenhos nos mostram as visões atuais sobre os personagens. Se o desenho anterior da super-equipe foi descartado por outro que segue a atual visão da empresa, o desenho do Aranha já a segue.

Assim sendo, não acho que devamos olhar para o desenho do Aracnídeo e nos certificarmos de que ele será exatamente assim nos filmes, mas sim abrirmos o benefício da dúvida. Uma coisa já é certa, teremos 3 ou 4 filmes com o personagem no colegial, e isso já confirma que eles não querem que o personagem envelheça. De resto teremos de esperar mais, mas lanço mais uma dúvida: até onde a individualidade de seus filmes solo será respeitada? Temos o Homem de Ferro 2, um filme que é praticamente um prólogo do primeiro filme dos Vingadores, temos a SHIELD muito presente no primeiro filme do Thor, teremos um terceiro filme do Capitão América que aparentemente será um Vingadores 3 (não é nem mais 2.5) e temos o desenho do Aranha com mais heróis da Marvel do que vilões do herói. Não cito O Soldado Invernal, pois a SHIELD e a Viúva fazem 100% de sentido dentro do filme. Também não estou criticando o próximo filme do Capitão (pelo contrário, estou ansiosíssimo). Apesar de a necessidade de conexões ter prejudicado o segundo filme do Homem de Ferro enquanto Cinema, não acho que tenham prejudicado o personagem. O Homem-Aranha, porém, tem uma mitologia de enorme peso, com um número enorme de coadjuvantes, de vilões e de arcos clássicos, realmente precisamos gastar tempo de filmes com outros heróis aparecendo, com a SHIELD aparecendo? Realmente precisamos tratá-lo como um vingador em seus filmes solo? O Homem-Aranha não é como o Capitão América, que é símbolo dos Vingadores, ele é muito mais ele mesmo do que um vingador.

Por fim quero dizer que o potencial é enorme para os próximos filmes superarem os filmes da Sony (inclusive os dois primeiros do Sam Raimi), só não vejo nada me dando esperanças de que isso irá acontecer. Mesmo que os filmes sejam qualitativamente melhores (lembrando que o estúdio errou em cerca da metade de seus filmes, até agora), a chance de a mitologia do personagem ser quebrada é muito grande, e não digo isso sem indícios.

Por Lucas Giesteira.

0 crises:

Enviar um comentário