Avançar para o conteúdo principal

The Flash S01E15 'Out of Time' - Análise

Meu nome é Eobard Thawne. O Mago do Tempo aparece de novo, dessa vez, como o irmão do anterior. Com uma rapidez genial, Out of Time consegue deixar o fã fisgado durante os quarenta e dois minutos de exibição. Com conflitos amorosos, uma revelação estarrecedora e um vilão revivido, The Flash não se cansa de ter bons episódios. Cuidado com os spoilers.


Relembrando o Piloto, temos os irmãos Mardon escapando das mãos de Joe e matando seu companheiro, dando um pouco mais de ênfase em Mark Mardon, o verdadeiro Mago do Tempo. Na próxima sequência, temos a exploração dos casais, Barry & Linda e Eddie & Iris, um pouco de romance, ciúmes, tudo normal.


O assunto do episódio começa enquanto Barry está correndo e vê um outro Flash ao seu lado. Alguns destaques para a citação do irmão do Cisco, importante personagem em seus quadrinhos nos Novos 52, porém inexplorado nesse episódio. Em meio a explicações dos poderes, Cisco nomeia o vilão, dizendo que queria usar esse nome desde a 'primeira semana' e, seguindo o papel dele como inventor das bugigangas, temos uma boa vista da Varinha do Tempo, usada pelo vilão nos quadrinhos mas, no episódio, fica apenas como um gadget para deter o Mago e até lembra um sabre de luz.

Com o crescimento de Iris como jornalista, ela também começa a investigar os mistérios dobre Harrison Wells, a mando de Mason Bridge, outro membro do jornal. A lista de pessoas que desconfiam do doutor aumenta.

Mas o real momento do episódio, a emoção que faz o fã levantar da cadeira e gritar de alegria, fica a cargo do próprio doutor. Como um bom cientista, Cisco tenta aprender o que deu errado em seu projeto para prender o Reverso (em episódios anteriores), porém, descobre uma coisa muito perigosa, nada havia falhado, alguém alterou a máquina para tocar uma gravação do Velocista Amarelo.


Harrison Wells levanta da cadeira de rodas e finalmente se revela, seu real nome é Eobard Thawne, um homem que veio do futuro para alcançar seus objetivos. Cisco morre por suas mãos. Do outro lado da cidade, Mardon começa uma gigantesca tsunami que ameaça a cidade, Barry precisa salvar a todos de algum jeito, mas está com Iris. Se encontrando sem saída, ele revela seu segredo para ela, se beijam, a chama do amor dos dois se acende mais ainda e então ele começa a correr.

Quanto mais ele corre, mais ele precisa correr, o Flash bate seu limite e volta no tempo, ele se vê como o borrão que já tinha visto mais cedo, enquanto estava nas ruas da cidade e volta para o mesmo momento do acontecimento anterior.

'Out of Time' faz o que Flash já usa como uma marca registrada, explicando cada vez mais os poderes do herói, descobrindo uma coisa nova a cada veloz aventura e aprendendo a usar sua velocidade cada vez melhor. A construção do episódio não se limita a uma coisa semanal, sem muita relação, cada nova explicação, cada nova esquina virada, se monta na importância do todo.


Nota 9,0. Maestria é a palavra para os produtores e roteiristas. O que foi feito na segunda temporada de Arrow e está falhando em acontecer em sua terceira, se mostra com maestria nesse primeiro ano de The Flash.
Acertos: Histórias paralelas, vilão, Cisco, revelação final, viagem no tempo.
Erros: Para de se revelar, cara. O romance toma mais tempo do que necessário.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

Supergirl, Lanterna Vermelha

Não é de hoje que a Supergirl tem alguns problemas em controlar sua raiva e alguns sentimentos mais fortes e, de acordo com o novo escritor de Supergirl, Tony Bedard diz que Kara vai evoluir de uma adolescente cheia de raiva para uma adulta, defensora da Terra. Mas primeiro, ela tem que se livrar dessa fúria da juventude! Cuidado com os spoilers: