Avançar para o conteúdo principal

iZombie S01E03 The Exterminator - Análise

O lado ruim da morte. iZombie continua impressionando. No seu terceiro episódio; a série continua com um nível de qualidade alto e ascendente. Confira o que achamos de The Exterminator aqui no Crise; mas cuidado com os spoilers!



Quando o episódio começa, de praxe, você não sabe o que esperar. Nunca. Seja pelas referências constantes a outras obras famosas ou à atuação de McIver (Liv), o roteiro inesperado se torna um ponto forte muito de outras virtudes do seriado.

Enquanto muitas séries - principalmente do the CW - tem aquela fórmula de "vilão da semana" que é um pouco enjoada e repetitiva; iZombie apresenta que o vilão da semana é como a protagonista zumbi vai ficar depois de comer um cérebro com alguma qualidade inesperada. Semana passada, galanteadora e ousada; desta vez, sociopata. E isso e´muito legal! Até porque Liv narra "por cima" o que sente, como é ter, de repente, um cérebro de um sociopata.

Mas o cérebro novo não dá somente características do antigo portador; como também visões que Liv utiliza para tentar resolver casos com a ajuda de um detetive. Enquanto é legal ver o caso desenvolver, é meio chato que Liv sempre está certa. A história podia trazer uns momentos diferenciados para brincar com o telespectador, no momento, a série ainda é muito "linha reta". A causa e a consequência desta Liv sociopata, por exemplo, é muito vaga no episódio: aqui ela briga feio com outra personagem, na cena seguinte já estão se amando de novo...

Em compensação, existiram outras cenas que mostraram um inesperado muito legal dessa nova personalidade, como a sensacional cena do poço e a sua eventual consequência. Liv está morta; mas pode se "sentir viva" muitas vezes; só deve tomar cuidado para não se confundir.

iZombie parece ser uma série baseada em algo da Vertigo. O empenho colocado para tentar instigar e explicar a compreensão do que são estes zumbis e como eles funcionam (ou não) é visível. Um trabalho dos personagens e suas origens e características é algo comum de quadrinhos da Vertigo - como iZombie. entretanto, o foco é grande e intenso em lLiv, o que agora não é um problema, mas pode se tornar a ser.

Nota: 8.75 O lado ruim da morte
Acertos: McIver e sua impressionante atuação; unificado com uma história que você literalmente não sabe o que pode acontecer.
Erros: As interações da Liv com sua melhor amiga ou seu ex noivo são forçadas e meio instáveis.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.

Sweet Tooth #02

Estava bastante ansioso para saber o que sairia desta HQ no segundo episódio. A primeira edição foi boa, e poderia esperar tanto uma estagnação da história, como uma reviravolta. Felizmente, o melhor aconteceu.