segunda-feira, 9 de março de 2015

Gotham S01E13 - Welcome Back, Jim Gordon - Análise

Você é um servo, um garoto guarda-chuva. Continuando com aquela ambientação nota 10, Gotham continua com seus roteiros misturando a alta sociedade da máfia de Gotham, com o passado da cidade e das personagens que serão os vilões do futuro Batman. Os resultados da empreitada do último episódio começam a aparecer. Cuidado com os spoilers.

Introduzindo Arnold Flass, um dos policiais corruptos de Gotham, o seriado o utiliza como uma escada para a limpeza do Departamento de Polícia. Com um assassinato dentro da delegacia (bela segurança, não?), Gordon começa verdadeiramente a mudar tudo por dentro, conseguindo até mesmo, considerável apoio da Capitã, que o ajuda mas tenta desviar dos riscos de ir contra os poderosos de Gotham.

Na parte das crianças, temos Bruce de volta depois de ameaças a sua segurança, uma conversa com a pequena Ivy, futura Hera Venenosa. Claro que a tentativa de faze o público se apaixonar pela relação criada entre os jovens Morcego e Gata continuam a pinicar como um terno alugado. Sim, eles possuem um relacionamento e todos sabemos, Bruce e Selina se conhecem nos telhados de Gotham City, perseguindo um ao outro, até temos lindas cenas dos dois, em páginas dos Novos 52, tanto as que passaram pelos editores quanto as censuradas. Mas ainda não é hora para isso!


Com Fish Mooney capturada, e um pouco maluca, o Pinguim fica com sua boate, um começo para a Iceberg, talvez? Ela e o parceiro, Butch, conseguem um pouco de tempo no episódio, tortura, fuga, alguns tiros. Um conflito entra ela e Cobblepot chega a emergir, mas passa com a ajuda de Zsasz que, além de sempre estar na ponta da moda, tem um clima bastante Pulp Fiction, com suas companheiras cheias de couro. Com algumas pontas de informação reveladas, temos um possível e passado interesse entre a mafiosa e o parceiro de gordon, depois de uns beijinhos, Bullock da adeus a sua 'amiga'.

Nota 6,5. Bullock cresce como parceiro, Nygma parece começar a absorver a maldade direcionada a ele e suas 'bizarrices' é o mais importante, alguns começam a ver Gordon como um peixe grande na jogada, até mesmo o temem.
Acertos: Música! Crescimento das personagens.
Erros: Crianças.

0 crises:

Enviar um comentário