Avançar para o conteúdo principal

DESCENDER #1 - Resenha

O mistério mais bonito do universo. DESCENDER marca a primeira nova série da Image Comics do ano e é impressionante. Escrito por Jeff Lemire (Animal-Man) e com uma excepcional arte de Dustin Nguyen (American Vampire: Lords of Nightmares); já podemos apostar as fichas em uma possível vencedora de Eisner. Confira nossa resenha!



Os traços surreais e impressionantes de Nguyen junto com a misteriosa e criativa narrativa de Lemire trazem, pela Image Comics, uma das melhores primeiras edições que eu já li.

Não estamos entrando neste primeiro capítulo em algo raso. O projeto é claramente ambicioso e grande. O universo já está formado, os nomes foram entregues e a mitologia é aparente logo de cara. Não é por menos, afinal, no final do capítulo já temos um breve resumo de todos os planetas importantes dentro do UGC - o universo no qual a história de DESCENDER se passa.

Tudo começa em um UGC na fagulha de um conflito. Conflito este que é formado entre robôs e humanos. A vitória não é anunciada, afinal, grupos anti-robô surgiram por todo UGC para tentar impedir o avanço dos metálicos. Conceitos de Isaac Asimov de lado, a briga entre nós e eles parece ter durado bastante. Para ser exato; dez anos (e contando.)

Nosso protagonista é o jovem TIM-21... Bem, jovem? Ele acaba de acordar de um sono de dez anos, e de descobrir que é um androide com sentimentos. Entretanto, parece que o universo todo mudou bastante neste meio tempo. Obviamente, Lemire faz o seu trabalho aqui: ele não nos explica com detalhes os eventos destes dez anos - para ser sincero, passa bem batido por este aspecto: isso é algo que a série trabalhará no seu futuro, mas um pouquinho mais aqui não faria mal.

A narrativa, a inesperada troca de ponto de vista, o estilo, a apresentação... Parece que quase tudo em DESCENDER #1 fora meticulosamente estudado para conseguir entregar uma obra de ficção científica das mais completas - mesmo sem um "back up" que precedesse a mesma.

Cada página é maravilhosa. Não estou exagerando. O trabalho de Dustin Nguyen é excepcional em todos os sentidos, seja da representação deste novo universo até as emoções do jovem androide. Tudo parece incrivelmente real! 

Lemire não fica atrás: os conflitos políticos do UGC; os 9 planetas (e seus breves resumos)... Temos, aqui, um paraíso do Sci-Fi que oferece do melhor. O espaço para crescimento dessa série é assustadoramente visível, da mesma forma que, ao terminar o primeiro capítulo, a ansiedade para a continuação é iminente.

A Image Comics apresenta, com Lemire e Nguyen, uma nova série de ficção científica que não só conquistará uma legião de fãs, mas também diversos prêmios Eisner no final do ano. 

Nota 9.5: O mistério mais bonito do universo.
Acertos: Arte, roteiro, personagem, ideia... Deuses, como isso promete!
Erros: Um roteiro inicial excessivamente não explicativo.

A resenha foi feita a partir de uma cópia digital adquirida pelo ComiXology. Compre DESCENDER #1 agora mesmo! https://www.comixology.com/Descender-1/digital-comic/203034?ref=cGFnZS92aWV3L2Rlc2t0b3AvZ3JpZExpc3QvbGlzdDU3Njg


Comentários

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Sweet Tooth #02

Estava bastante ansioso para saber o que sairia desta HQ no segundo episódio. A primeira edição foi boa, e poderia esperar tanto uma estagnação da história, como uma reviravolta. Felizmente, o melhor aconteceu.

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.