Avançar para o conteúdo principal

Os Melhores Do Mundo: Reboot de Os Melhores Do Mundo


Hoje de manhã tomei café com leite e comi um misto-quente. Estava gostoso, o custo-benefício valeu, mas mesmo assim acho que eu deveria fazer algo diferente para ter um novo café da manhã que seja bom e ao mesmo tempo que faça valer o investimento. Já sei! Vou fazer um reboot na minha refeição matutina!

Esta metáfora é basicamente o que as empresas de quadrinhos enxergam ao ver números caindo ou a necessidade de uma mudança mais drástica. Eles jamais pensam em novas ideias genuinamente novas, apenas que precisam basicamente recomeçar tudo do zero. Com a ideia pós-convergence, a DC Comics irá realizar uma espécie de reboot escondido, ou seja, nada de zerar números ou cronologias, mas sim trazer uma série de novas revistas com novos grupos artísticos para angariar novos públicos. Vai dar certo? Em vendas, sim. Em crítica, não sei. Mas pelo menos a empresa deve se manter na frente da Marvel. Este "Os Melhores Do Mundo" tentará mostrar as cinco novas revistas que têm a maior chance de ser algo bacaninha, não só aquelas que devem vender bem (estou falando com você, Justice League Of America).


1. Cyborg

Eu juro que não queria apertar a mesma tecla de que a HQ solo do Ciborgue, um protagonista negro, é escrita por David F. Walker, um roteirista negro, mas isso é tão legal que fica impossível não ressaltar. A DC vem tentando mudar a sua imagem de conservadora, e por isso essa revista tem de tudo para ser um marco bem bacana. Tirando esse ponto social, o personagem tem de tudo para apresentar uma série de histórias jovem, até mesmo com um teor cômico de vez em quando. A arte do sensacional Ivan Reis já está mostrando uma cara fantástica. Espero muitos jargões tecnológicos e coisas do tipo que representarão melhor um dos heróis mais inteligentes que há.

2. Dark Universe
Qualquer coisa com a presença de Zatanna Zatara é o suficiente para me animar. Além dela, é claro que haverá outros personagens, mas o destaque para esta HQ é todo o ambiente sobrenatural e obscuro, algo que sempre curti bastante nas páginas de Hellblazer, por exemplo. Outro ponto de especial é o tom de sarcasmo sempre presente no universo Dark. A dupla James Tynion IV e Ming Doyle promete oferecer histórias particularmente interessantes, lembrando seriados de televisão que tanto fazem sucesso atualmente.


3. Bizarro

Ok, é uma minissérie de seis edições, mas por que não me empolgaria com ela?
A arte de Gustavo Duarte (como vista em Chico Bento - Pavor Espaciar) é show. Há tanto carisma em cada traço que fica impossível não abrir aquele sorriso. A história escrita por Heath Corson promete beirar o ridículo, mas não de forma negativa. Espero dar boas risadas com cada movimento e careta feita por Bizarro, e estarei torcendo por aparições de todos os outros personagens em sua forma bizarra. Essa é uma das revistas que mais promete.


4. We Are Robin

Essa é uma aposta minha. Ainda não há muitos detalhes, mas aparentemente esta revista apresenta um grupo de vigilantes inspirados no parceiro do Batman que vão às ruas socar bandidos e o que mais vier. É simplesmente muito curioso como isso vai se desenrolar. A arte de Lee Bermejo é sagaz e crua, o que me agrada bastante. Já Khary Randolph é desconhecido por mim. Apenas sei que ele fazia a arte daquele card game chamado Chaotic que ninguém deu a mínima. De qualquer forma, esta série promete ser um divisor de água entre os tais vigilantes de Gotham, pois me parece simplesmente um bando de garotos destreinados saindo por aí. É esperar pra ver.


5. Bat-Mite

Eu poderia muito bem colocar nesta lista Batman Beyond, mas decidi não fazê-lo por um simples motivo: já tem Batman "cinza" demais no mundo. Quase sempre aparece alguma revista com mortes, sangue, violência, um homem-morcego mal encarado, Gotham sendo tratada como lixo e etc. Já com Bat-Mite, haverá um foco para "todo mundo", quer dizer, será mais clean, engraçadinho e divertido. Algo para sair do "mais do mesmo" que assola toda e qualquer série relacionada ao morcegão. Já me empolguei com as cores e com a arte da série, mesmo que infelizmente parece se tratar apenas de uma minissérie. Mesmo assim, aconselho a usá-la como porta de entrada no mundo dos quadrinhos para aquela sua priminha ou o seu irmãozinho. 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.

Sweet Tooth #02

Estava bastante ansioso para saber o que sairia desta HQ no segundo episódio. A primeira edição foi boa, e poderia esperar tanto uma estagnação da história, como uma reviravolta. Felizmente, o melhor aconteceu.