Avançar para o conteúdo principal

The Flash S01E05 - Plastique

Eu posso correr na água? Se tornando cada vez mais o Flash dos quadrinhos, Barry Allen aprende mais sobre seus poderes e encontra a primeira meta-humana que pode não ser uma vilã. A amizade e o humor são as marcas registradas da nova série da Warner/DC. Confira o que achamos do episódio e cuidado com os spoilers.

O episódio envolve o exército pela primeira vez em suas tramas, com a perseguição de Bette Sans Souci, uma especialista em bombas que foi pega durante a explosão do acelerador de partículas enquanto exposta a certas características da bomba que explodiu em suas mãos, fazendo-a ganhar poderes explosivos.

O episódio está lotado de referências ao Capitão Átomo. Além de Plastique, nos quadrinhos, ser a esposa do herói, personagens envolvidos na trama no capitulo também mostram relação com o projeto Átomo, como o General Wade Eiling e o Doutor Harold Hadley. O pseudônimo usado pelo Capitão também é citado, como Cameron Scott. Sua primeira aparição foi em Nuclear #7, em 1982.

Cisco 'criando' o nome de primeira e um bumerangue!
Enquanto o relacionamento entre Joe West e Barry cresce um pouco mais, com um diferente papo de 'pai e filho' e, mesmo com a atuação um pouco estranha de Joe, podemos ver um bom desenvolvimento. Já Iris é quem começa a se distanciar, mesmo que o Flash seja uma ótima razão para unir Iris e Barry, parece que ele é o motivo de um fim momentâneo na amizade.

O humor da série é uma coisa contagiante, que você se identifica. As camisetas do Cisco são as mais legais da TV, até uma de Hora de Aventura já teve. Toda a conversa sobre o metabolismo de Barry não o deixar ficar bêbado e o 'presente' de Caitlin, o comportamento de Cisco e as infinitas referências ao Universo DC que as personagens fazem, que nesse episódio foi ao Capitão Bumerangue, que até vai aparecer em Arrow, montam um belo seriado.

Diferente de Oliver Queen, Barry é um sujeito que sabe esconder sua identidade, consegue vibrar seu rosto para que não o reconheçam, vibrar suas cordas vocais para ter uma voz diferente e claro, correr pra bem longe quando seu uniforme explode.

Sim, ele corre na água!
Todo o desenrolar do episódio mostra o quão Plastique e Flash são diferentes não só por seus poderes. Apesar de ter explodido no meio do mar, podemos levar em conta o retorno quase certo dessas situações nos quadrinhos e, com a ligação Flash/Arrow, ela pode ter sito encontrada e contida, esperando apenas uma ligação de Amanda Waller para um futuro episódio envolvendo o Esquadrão Suicida.

Dr. Wells e o General Eiling dividem uma história e, com o flashback final, podemos ver que um certo símio gigante é o estopim para uma briga dos dois. Símio esse que escapou durante a explosão dos Laboratórios STAR que, um dia, já foi grande. Agora esperamos que o desenvolvimento da série nos mostre o quanto essa instituição pode vir a ajudar o Universo DC, assim como nos quadrinhos. GRODD VIVE!

Nota 9,0. Mostrando o Dr. Wells como uma versão, por assim dizer, corrompida, do Professor X, Flash: Plastique mostra o quão pensamos em nossas amizades e o quanto elas nos importam.
Acerto: Aproveitamento do universo do Capitão Átomo, Flash aprendendo a usar seus poderes.
Erros: Possível morte de mais uma personagem.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Sweet Tooth #02

Estava bastante ansioso para saber o que sairia desta HQ no segundo episódio. A primeira edição foi boa, e poderia esperar tanto uma estagnação da história, como uma reviravolta. Felizmente, o melhor aconteceu.

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.