Avançar para o conteúdo principal

Gotham S01E06 - The Spirit of the Goat

A regra dourada de Gotham: sem heróis. Com um episódio marcado por reviravoltas, Gotham conta a origem de seu primeiro mascarado e o poder dos psicólogos dessa cidade. O passado de Bullock, assassinatos de jovens e mais easter eggs no sexto episódio que, apesar de mostrar Jim Gordon como protagonista, sempre acompanha a evolução do Pinguim. Cuidado com os spoilers.

Abrindo com uma sequência do passado, onde Harvey, o bom policial que quer o bem de sua cidade, e seu parceiro, Dix, um policial marrento que é o retrato do Bullock atual. Ambos seguem a pista do assassino conhecido como o Espírito do Bode, um mascarado que mata os primogênitos das famílias ricas para mandar sua mensagem.

O episódio volta ao presente e gira em torno dessa história, agora mostrando uma nova versão do Bode, com o mesmo modus operandi, incluindo uma característica bem incomum, onde uma moeda rara (que pode ser uma referência aquela moeda gigante da batcaverna), é colocada dentro da nuca da vítima. Logo, uma investigação começa, o antigo parceiro é visitado e podemos ver que Bullock não é tão sem coração quanto pensávamos.


Essa sequência da visita a Dix é uma das melhores do episódio, misturando os três parceiros num encontro fadado a confusão, bem Sessão da Tarde mesmo, onde Dix manda Gordon tomar cuidado, pois Bullock é um 'metido a heroi' e, claro, causa confusão na cabeça do nosso protagonista, que não vê nada disso, a sequência inteira é uma parte bacana do episódio. Outra cena bem humorada é o encontro entre Oswald e sua mãe.

Enquanto o assassinato é resolvido, temos Jim e Barbara tentando acertar seu relacionamento, até que ele é preso, acusado da morte de Oswald Cobblepot que, todos sabemos, ele não matou. O episódio transita entre a resolução do mistério, que tinha uma psicóloga por trás de tudo, e a prisão de Jim, colocando um final de episódio daqueles que você realmente não quer esperar uma semana para saber o que vai acontecer, quase comparado aos finais pontualíssimos de The Walking Dead.


Temos uma maior exploração de Nygma nesse episódio, com easter egg dedicado a sua caneca de café, com um ponto de interrogação, e a adição de uma nova personagem que interage com ele, Kristin Kringle, que não possui nenhuma ligação com os quadrinhos. A obsessão de Edward por charadas já fica clara, mas a sua origem vilanesca pode se desenvolver pelo jeito que o tratam, sendo bom no que faz e muito mau apreciado, até taxado de esquisito.


Quanto ao desenvolvimento de Bruce, podemos ver cada vez mais o crescimento do maior detetive do mundo. Seu relacionamento com Alfred ainda é pelo lado formal, o amigo e membro da família, ainda não apareceu na trama. Selina faz uma aparição sem necessidade, onde rouba um objeto prateado e vai embora, apenas para aparecer um pouco mais no seriado.

Nota 7,0. Jim Gordon começa a ganhar a confiança de Harvey Bullock, motivo de crescimento para a amizade dos dois. Um final que realmente nos deixa inquietos pela semana, até o novo episódio: Pinguin's Umbrella.
Acertos: Mãe do Pinguim, Harvey, Dix, Nygma.
Erros: Dupla Montoya/Allen, Selina


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.

Sweet Tooth #02

Estava bastante ansioso para saber o que sairia desta HQ no segundo episódio. A primeira edição foi boa, e poderia esperar tanto uma estagnação da história, como uma reviravolta. Felizmente, o melhor aconteceu.