Avançar para o conteúdo principal

Arrow S3E03 - Corto Maltese


A nova temporada sobre assuntos velhos. Parece que, mesmo depois de três episódios dentro da terceira temporada, Arrow ainda se esforça para finalizar os assuntos em aberto da segunda temporada. Confira aqui a review de Corto Maltese, mas cuidado com os spoilers!


O assunto da semana é Thea. Personagem que fora foco na segunda temporada, a preocupação de Oliver e Roy pela garota está cada vez maior. Graças a, é claro, Felicity; eles descobrem onde ela pode estar - Corto Maltese - e decidem ir atrás dela.

Entre trancos e barrancos, a trama principal acontece de forma rápida e corrida, mas não é decepcionante. Thea está muito bem no episódio, e se mostra certa do que quer ou não, até mesmo para Roy, que fica visivelmente transtornado com as declarações.

A trama principal do episódio é sim sobre coisas da temporada anterior, porém temos nossas novidades. De um lado, Felicity e Ray continuam na sua estranha relação, enquanto vemos uma Laurel caminhando cada vez mais para o caminho de sua irmã. Gostei de ter visto que ela está despreparada e precisa de treinamento.

Voltando ao principal: Thea está diferente. E é um diferente muito, muito bom de se assistir. Se durante a primeira temporada ela não tinha tanta importância e na segunda era um pouco mimada, ela agora mostra a que veio e quem ela quer ser. O seriado, na realidade, está deixando claro nessa terceira temporada o quão os personagens estão diferentes e com suas particularidades.

Malcom Merilyn também está muito bem no episódio. Eternamente o Capitão Jack Harkness, de Doctor Who, o arqueiro negro está em ótimas mãos: não tem como não perceber o empenho que o personagem tem para continuar com seu ar de vilania mesmo após o Deathstroke.

Quando percebi que seria um episódio de Thea, pensei no mesmo instante que Roy estaria profundamente envolvido com a trama. Estive errado. Roy está apagado, coitado, e você nem percebe sua importância no episódio. Talvez realmente tenha acontecido pela vontade de colocar muitas coisas em um episódio só, não sei, mas a ação do episódio é tão corrida quanto as linhas de frase de Roy: tudo acontece em um flash - no sentido ruim.

Como sempre regado de easter eggs, Corto Maltese mostra como a correria e a falta de diálogo pode sim deixar o seriado mais genérico. Claro, existem bons momentos no episódio, e o final é de ficar super empolgado, mas a terceira temporada de Arrow está trazendo a duvida: estou assistindo o seriado pelo episódio ou pelos últimos 5 minutos?

Nota 7. A nova temporada sobre assuntos velhos.
Aonde o episódio acerta: Thea, Malcom, referências.
Aonde o episódio erra: Corrido e com uma profundidade de uma colher de chá. Cadê o Roy?

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Sweet Tooth #02

Estava bastante ansioso para saber o que sairia desta HQ no segundo episódio. A primeira edição foi boa, e poderia esperar tanto uma estagnação da história, como uma reviravolta. Felizmente, o melhor aconteceu.

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.