Avançar para o conteúdo principal

Gotham S01E04 - Arkham

Uma guerra foi impedida. Por enquanto. Depois de um episódio explorando a relação das personagens, Gotham aposta em mostrar qual seu verdadeiro plot, trazendo assuntos dos falecidos Wayne e adicionando o Asilo Arkham a sua mitologia. A evolução de Oswald Cobblepot como o maior astro do submundo de Gotham não para, ele chega a ser um segundo protagonista da série. Cuidado com os spoilers.


Gotham é uma história de origens, de como os maiores ícones da cidade sombria se tornarão o que são nos quadrinhos. Certos nomes acompanham a idade de Bruce Wayne, não são tão velhos nos quadrinhos, como Harley, Hera Venenosa, Coringa, Duas-Caras, entre outros tantos. Mas alguns tinham de ser desenvolvidos pelo seriado: o Charada já virou um personagem de pequenas aparições, trabalhando junto da polícia, enquanto o Pinguim tem sua história de origem quase mais explorada do que o próprio Jim Gordon.

Esse ator só é escolhido pra fazer mafioso.
Para dar destaque aos verdadeiros vilões do show, a máfia, Fish Mooney foi criada para não sobrecarregar tanto as famílias Maroni e Falcone, que tem um certo crescimento em seus papéis nesse episódio, agora dando mais ênfase em Sal Maroni, com suas aparições no restaurante Bamonte's, um lugar real do Brooklyn de Nova Iorque, que funciona desde 1900.

Quem sabe um dia você não jante por lá?
O assunto principal é o grande Asilo Arkham, que seria transformado completamente pelos Wayne, porém, com sua morte, as duas grandes famílias querem distintos projetos para a tão conhecida instituição de cuidados para pessoas insanas, reformando o lugar e transformando seus arredores num depósito de lixo, esse é o assunto que traz o clímax e vilão de semana, Richard Gladwell, exclusivo da série.

Uma nova personagem é introduzida, Liza, a cantora que Fish contrata para outros fins, já consta com uma boa dose de rumores, como a futuro esposa de Carmine Falcone, nos quadrinhos chamada Louiza, uma versão da Caçadora e até mesmo a Canário Negro, por sua voz e meia calça de redinha.


Voltando aos relacionamentos, ganhamos algumas respostas sobre Barbara e Montoya, onde se confirma que ambas namoravam antes de Gordon surgir na jogada, revelação essa que, junto das perguntas sobre Oswald, começa a criar uma distância entre os dois. No começo e decorrer do episódio, podemos perceber um interesse na criação da amizade, estranha, entre Jim e Oswald, que pode se desenrolar muito bem de acordo com o caminho da série.

Já era de se esperar que um seriado policial noir exploraria bastante a máfia como principal antagonista, ainda mais com os grandes vilões de Gotham ainda habitarem apenas o background da história, com aparições e adaptações, trazendo as famílias para o holofote e até criando uma personagem como Mooney que, por não existir nos quadrinhos, tem um futuro bem imprevisível.

Mais protagonista que o Gordon
Um belo easter egg que, pode até não ter relação nenhuma, é o fato de a casa de Barbara e Jim ter um grande relógio como janela, o que pode trazer lembranças da base das Aves de Rapina. Outro destaque é a continuação da contrução de Bruce, sonhando com a morte dos pais e mais uma vez tentando ser um detetive no caso.

A atuação ainda assombra momentos da série, deixando sua marca em Ben McKenzie, com seus altos e baixos no papel de Jim Gordon.

Nota 7,5. Revelando mais sobre a máfia de Gotham, o seriado começa a formar mais do que a gasta fórmula do 'vilão da semana', criando um roteiro mais linear. 
Acertos: Oswald continua no topo, introdução ao Arkham, Fish Mooney, Máfia.
Erros: A catfight das duas pretendentes de Fish, ver o relacionamento anterior de Barbara como uma coisa ruim, superficialidade na intro de Arkham.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Sweet Tooth #02

Estava bastante ansioso para saber o que sairia desta HQ no segundo episódio. A primeira edição foi boa, e poderia esperar tanto uma estagnação da história, como uma reviravolta. Felizmente, o melhor aconteceu.

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.