Avançar para o conteúdo principal

Review: Vilania Eterna #1

O caos chegou às páginas da DC Comics.
Finalmente podemos conferir o que acontece quando Lex Luthor decide salvar o dia em uma das mais interessantes sagas dos últimos anos, pois é sempre legal ver o antagonista se tornando o protagonista.
Vilania Eterna chega com a primeira de sete edições que vão inundar as bancas com um texto que promete originalidade e muitos temas modernos.
Mas será que a primeira HQ já consegue mostrar para o que veio?
É isso o que vamos descobrir.

O que aconteceria se a Liga Da Justiça desaparecesse? Nenhum vestígio dos heróis, nenhuma palavra sobre onde eles estão, e apenas uma aparente verdade: todos foram derrotados pelo Sindicato Do Crime, uma versão cruel da própria Liga vinda da Terra-3. Os maiores heróis da Terra foram derrotados, os vilões até mostram objetos que provam essa história como o tridente do Aquaman e o laço da Mulher-Maravilha. O que deveríamos sentir neste momento? É com este sentimento de impotência que Vilania Eterna #1 começa.
Mas como toda boa história, é claro que Vilania Eterna tem o seu principal herói. O curioso é que desta vez não estaremos a espera de um Shazam ou um Lanterna Verde, mas quem virá nos salvar é o todo poderoso Lex Luthor.
Como assim?
É isso mesmo. O meu vilão favorito do universo DC (exato, não é o Coringa) decide que não pode simplesmente aceitar o domínio de sua Terra por super poderosos mal encarados. Assim, aquele velho ditado de "o inimigo do meu inimigo é o meu amigo" não cola com o careca. Ele tem um mundo a comandar, e apenas derrotando o Sindicato Do Crime é que ele pode voltar aos seus planos iniciais.
Além da premissa das primeiras páginas da HQ, já podemos notar que os novos comandantes da Terra querem estabelecer uma ditadura como nova ordem mundial. O tempo todo eles usam a frase: "Este Mundo É Nosso" para deixar claro ao que vieram. Eles oferecem as ruas livres para os vilões do universo DC cometerem todo o tipo de crime. É interessante notar como alguns desses se recusam a viver em um mundo onde a morte é a palavra de ordem, e acabam ou desafiando o Sindicato ou se escondendo dos mesmos.
A questão que permanece no ar o tempo todo é como Luthor poderá virar este jogo, e quem se aliará ou será contrário ao novo herói.
Com um roteiro cheio de belos diálogos e muitas referências ao mundo contemporâneo onde a guerra é sinônimo de dia-a-dia, Geoff Johns consegue em sua primeira edição já nos segurar para aguardar fervorosamente o que virá nas próximas edições. Cada aparição de Luthor é memorável e até mesmo vilões há muito ignorados pela própria DC passam a ser peças chave nesta saga, o que agrada demais aos verdadeiros fãs.
Infelizmente, o traço de David Finch não é tão competente. Há momentos de pura ambição, com sombras lindas e feições magistrais, mas ao mesmo tempo vemos corpos mal construídos e uma péssima utilização dos super poderes dos personagens. É por causa dele que a nota final desta primeira edição diminuiu consideravelmente.
Vilania Eterna #1 consegue realizar o que qualquer primeira edição de uma grande saga se propõe: prender o interesse do leitor para as edições seguintes que prometem muita ação e muitas descobertas interessantes no universo da DC Comics.
Logo mais sai o review da número 2.
Aguarde!!

Nota final: 7,5

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.

Supergirl, Lanterna Vermelha

Não é de hoje que a Supergirl tem alguns problemas em controlar sua raiva e alguns sentimentos mais fortes e, de acordo com o novo escritor de Supergirl, Tony Bedard diz que Kara vai evoluir de uma adolescente cheia de raiva para uma adulta, defensora da Terra. Mas primeiro, ela tem que se livrar dessa fúria da juventude! Cuidado com os spoilers: