Avançar para o conteúdo principal

Invasão: Vingadores – Por onde continuar a leitura


Bom, os passos iniciais de por onde começar a ler Marvel já foram dados com as sagas A Queda e Disnastia M. Isso para acompanhar as principais linhas, Vingadores e X-Men. E agora, por onde continuar a leitura? Comecemos com Vingadores.

Existem vários títulos que valem muito a pena ser lidos, alguns dos principais heróis individualmente e alguns cross overs.

Primeiro, vale a pena começar com Novos Vingadores: Motim para entender como o grupo de heróis mais poderosos da Terra se juntou novamente após os eventos desencadeados pela Feiticeira Escarlate. Nesta saga passam a compor o quadro do grupo alguns heróis inusitados, como o Homem Aranha e Wolverine, alguns mais desconhecidos, como Luke Cage, Mulher Aranha e Sentinela, junto com os crássicos Capitão América e Homem de Ferro.

Digo que o Aranha e o Wolvie são inusitados, porque na realidade eles não combinam muito bem com o estilo dos Vingadores, o Wolverine quer resolver tudo na base da porrada e o Aranha não tem poder a altura dos caras e muitas vezes dá para perceber que ele senta no banco de reserva. Eles estão lá por serem mais conhecidos e populares, pelo marketing mesmo, mas isso nem de longe atrapalha a história.

O Sentinela merece destaque, porque sua saga é longa e misteriosa e com muito potencial e sua primeira aparição é aqui.

Essa compõe a melhor fase do roteirista Brian Michael Bendis. As histórias não perdem o ritmo e até a tendência dele de colocar diálogos às vezes longos demais se encaixam muito bem.

A próxima saga que sugiro é Guerra Secreta (não confundir com GuerraS SecretaS). Já se perguntou como os vilões arranjam dinheiro para comprar todas aquelas tralhas que eles usam por mais que suas atividades sempre sejam frustradas pelos heróis? Bom, o Bendis pensou nisso e encontrou uma resposta: eles são financiados por terroristas (isso é um spoiler?).

O conceito da história é interessante, a arte também (com Gabriele Dell'Otto) e explica a ausência de Nick Fury da Shield, como o leitor poderá notar em outros títulos. Como ponto negativo devo dizer que o Bendis começou a perder a mão nos seus diálogos aqui, às vezes excessivamente longos e desnecessários, mas ainda vale a leitura.

Se você quiser conhecer um pouco mais dos heróis individualmente, primeiro sugiro Capitão América: O Soldado Invernal. Obviamente se trata da história que deu o nome ao segundo filme do bandeiroso no cinema. Aqui também é um ótimo ponto para iniciar a leitura das revistas do herói, ainda mais porque o roteirista Ed Brubaker fez da revista do Capitas uma novela mexicana. Não se tratam de histórias individuais (apesar de poderem ser lidas assim), mas de algo mais ambicioso que durou anos e vale muito a pena pela sua coesão inclusive com os outros eventos que ocorrem no contexto geral, como a Guerra Civil e o Reinado Sombrio.

Por fim, se você quiser conhecer sobre o Homem de Ferro e vibrar com algumas cenas bem legais da armadura em ação, eu sugiro Extremis. Nessa história você conhece a origem do vírus (é um vírus mesmo? Nem lembro, nem ligo) Extremis que esteve no filme Homem de Ferro 3 – tem até o charmander na HQ. A história é legal, mas sugiro que leia sem muito olhar crítico, porque ela claramente foi uma tentativa de dar poderes ao Tony Stark de uma hora para outra e o vilão é um cara nada a ver, sem personalidade nenhuma.

Então, para que eu vou ler essa porcaria? Porque a história diverte, a arte de Andi Granov combina muito bem com as cenas de ação com a parafernália tecnológica, essa mudança no status quo do Homem de Ferro fica bastante interessante quando Matt Fraction assume o título e após Guerra Civil o ferroso assume grande importância, influenciando em outros diversos títulos.

Pensei em sugerir algo do Homem Aranha também, mas, ainda que eu admire o trabalho do Straczynski, nesta época ele havia assumido o título do cabeça de teia e feito um monte de cagada. Quem sabe algum dia eu faço um post sobre arcos clássicos dele. Quem sabe...

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Sweet Tooth #02

Estava bastante ansioso para saber o que sairia desta HQ no segundo episódio. A primeira edição foi boa, e poderia esperar tanto uma estagnação da história, como uma reviravolta. Felizmente, o melhor aconteceu.

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.