Avançar para o conteúdo principal

Primeira Edição: Futebol e praia, os representantes do Brasil nos quadrinhos

O Brasil é a sede da Copa do Mundo de 2014, vai sediar as Olimpíadas no Rio de Janeiro em 2016 e, provavelmente, é o país mais conhecido do mundo, nesse meio tempo. Todas as atenções estão voltadas para a Terra de Vera Cruz, tanto para os jogos da Copa das Copas quanto para nossos problemas e como o brasileiro está fazendo para viver melhor. No entendo, também temos destaques no mundo dos quadrinhos, com super heróis que, em média, são os mais quentes das editoras! Confira alguns dos brasileiros mais conhecidos das principais editoras em mais um Primeira Edição.

Vamos pelos mais conhecidos, começando com a integrante da Liga da Justiça Internacional, Beatriz Bonilla da Costa, mais conhecida como Fogo. Parceira da linda Gelo, peça importante na organização do Cheque Mate, Bea teve uma carreira bem diferente até conseguir seus poderes. Foi modelo nas praias do Rio de Janeiro e dançarina nos palcos, até que virou uma agente secreta da Agência Brasileira de Inteligência, ABIN. Em uma de suas missões, foi pega numa explosão piroplasmática, dando origem a seus poderes. Fogo pode se lançar rajadas de fogo verde, controlá-las a vontade e se transformar num ser de puro fogo. Além de várias aparições nas animações da DC, em 1997 ela foi interpretada por Michelle Hurd, num filme que seria o piloto de uma série fracassada da Liga da Justiça.

Membro dos Novos-Mutantes e da X-Force, Roberto da Costa é o Mancha Solar, mutante dos esquadrões dos X-Men com o poder de controlar a energia solar, virando o ser de fogo e fazendo o que quiser com sua energia, incluindo voo, rajadas e projeções de luz. Nascido e criado no Rio de Janeiro, filho do empresário Emmanuel da Costa e da arqueóloga Nina da Costa, Roberto era um ótimo jogador de futebol e foi selecionado para participar nos Jogos Olímpicos. Enquanto disputava uma partida com os rivais de seu atual time, jogadores racistas foram para cima dele e, se defendendo com as próprias mãos, seus poderes solares vieram a tona, o transformando em uma criatura de sólida energia solar negra. Recentemente ele foi interpretado por Adan Canto em X-Men: Dias de um Futuro Esquecido.

Do canto mais adulto da DC, uma personagem da Vertigo tem origem brasileira em Os Invisíveis. Nascido em 1972, Hilde Morales foi criado por sua avó como uma menina para seguir a vocação da família e virar uma bruxa, patronada pela deusa Tlazolteotl, entidade da imoralidade e luxúria. Estuprada aos 18 anos, ela pensou em se suicidar, mas a entrada para o grupo de lutadores da liberdade que queriam deixar a humanidade livre da opressão pelas mãos de demônios extra dimensionais, Hilde ficou conhecida como Lady Fanny, uma integrante d'Os Invisíveis.

Filha do vilão imortal Vandal Savage e uma brasileira desconhecida, Scandal Savage é a vilã conhecida como Escândalo. Uma mestra com qualquer tipo de lâmina, ela faz parte do Sexteto Secreto e, apesar de não possuir a imortalidade do pai, tem uma resistência física muito maior do que o normal. Em certo evento, tomando um tiro de Deadshot (Pistoleiro), ela foi capaz de reconstruir todos os tecidos danificados de seus órgãos em questão de minutos. Já enfrentou, pau a pau, personagens como Mulher Gavião e Talia al Ghul. Na série Vilões Unidos, de 2006, ela foi confirmada como sendo uma das poucas vilãs lésbicas do Universo DC. 

Escondida na Floresta Amazônica brasileira existe uma cidade chamada Nova Roma, fundada logo após a morte de Julio César. Presumidamente uma descendente do próprio Hércules, Amara Juliana Olivians Aquila, a jovem Magma se envolve com os Novos Mutantes para derrotar uma feiticeira local, mas é capturada pelo inimigo e jogada em uma piscina de puro magma, porém, ao invés de morrer queimada, seus poderes se manifestam, possibilitando o controle de lava, fogo e até mesmo terra.

Em um versão esquecida e morta da Terra, mais especificamente a Terra D, mora José Hernandez, o Lanterna Verde do setor 2814. Sua história é a mesma de Hal Jordan, porém, a nave do alienígena, aqui chamado de Tagin Sur, caiu em um campo de treinamento da Força Aérea Brasileira, passando sua bateria energética adiante. Infelizmente, as forças enviadas pelo Anti-Monitor acabaram por consumir todo o universo da Terra D, apagando tudo o que já existiu ali.

Enquanto o calor do fogo, o sobrenome 'da Costa', a Amazônia e o Rio de Janeiro são as escolhas preferidas dos criadores, existem outros personagens de origem brasileira como:  o Jaguar, da Impact Comics; Capitão Forza e Shark Girl da Marvel; Ya'Wara da DC Comics e os Combo Rangers de Fábio Yabu. Se souber de mais algum, diga nos comentários!


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.

Supergirl, Lanterna Vermelha

Não é de hoje que a Supergirl tem alguns problemas em controlar sua raiva e alguns sentimentos mais fortes e, de acordo com o novo escritor de Supergirl, Tony Bedard diz que Kara vai evoluir de uma adolescente cheia de raiva para uma adulta, defensora da Terra. Mas primeiro, ela tem que se livrar dessa fúria da juventude! Cuidado com os spoilers: