Avançar para o conteúdo principal

O Limite: Quando a "adaptação" é o maior problema.

Com esse fuzuê que está sendo a adaptação de diversos quadrinhos para seriados, a popularização da banda desenhada vem aumentado cada vez mais. Um fenômeno que, com certeza, não era visto desde a explosão dos filmes de quadrinhos que ocorrera no início do século. Dentre todas as revistas que serão adaptadas; uma das minhas favoritas entra na brincadeira. E agora?


Hellblazer está sendo adaptado para a TV.

Que maravilha! Que deleite!
Tipo isso... Eu acho.

Hellblazer é uma série finalizada, que começou pela DC Comics e virou Vertigo e terminou lá. Durou 300 edições, sendo a série mais longa do selo Vertigo, e tendo muitos dos principais escritores e desenhistas do mundo dos quadrinhos em suas páginas. Hellblazer também já ganhou uma adaptação cinematográfica no distante ano de 2005 - uma REAL adaptação, aonde muitos dos elementos chave dos quadrinhos mudaram - e encontrou seu final em 2013.

No mesmo ano de seu enterro, seus frutos já brilhavam. Hellblazer faleceu e no mesmo ano a série Constantine começou, pelo selo DC dos Novos 52. Não demorou para, quase que instantaneamente, muitos elementos fossem diferentes entre as duas revistas - por mais que ambas dividissem o mesmo protagonista.

Constantine é o novo Hellblazer e, com isso, você deve entender que tudo de Hellblazer deverá ser desconsiderado para o total entendimento da nova série. "Então jogamos tudo de Hellblazer no lixo?" não, meu caro, a antiga série da Vertigo encontrou seu início, meio e fim; agora temos os resquícios disso atualizados para um novo público.

Um público mais dinâmico, que cada vez anseia por mais explosões e brilhos do que uma história onde tenham mais balões de fala que desenhos.

Aquele que viu o trailer da série e o filme de 2005 engana-se fortemente ao achar que Hellblazer é um bocado de explosões e magia. O John clássico usava magia muito sutilmente e em momentos de estrema necessidade - algo bem diferente do novo John dos quadrinhos, que é literalmente um mago.

Ao mesmo tempo em que o trailer da NBC mostra que a série está sendo baseada em Hellblazer, temos um John com fogo nos braços e altos efeitos especiais com personagens novos. Que não tem nem uma contraparte parecida em Hellblazer - muito menos em Constantine dos Novos 52.

O que eu devo esperar então? Será que o maior problema da adaptação vai ser que o seriado vai estar adaptado demais? Esse é o problema de encontrar algo que você gosta muito vir a ser adaptado... Pode acabar se tornando uma desolação, não é mesmo? O que resta esperar é que tudo dê certo no final, tanto os personagens novos quanto os antigos, e que a série preze pela conversa e não pela explosão...

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Sweet Tooth #02

Estava bastante ansioso para saber o que sairia desta HQ no segundo episódio. A primeira edição foi boa, e poderia esperar tanto uma estagnação da história, como uma reviravolta. Felizmente, o melhor aconteceu.

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.