Avançar para o conteúdo principal

Invasão - O Universo Cósmico Marvel


Quem leu o Crise Conversa da semana passada, me viu falando sobre uma luta toda maluca de umas personagens que você nunca ouviu falar. Foi difícil escrever aquela bagaça, porque senti que precisava explicar tudo direitinho para a luta fazer sentido para uma galera que não manja muito do Universo Marvel.

Meu plano inicial era continuar a falar dos Vingadores e já emendar e tentar convencer vocês a ler X-Men, porém julho já está logo aí e os trailers de Guardiões da Galáxia já estão rolando solto pelas internetes e todo mundo ainda está naquela “porra, o guaxinim é manero, mas quem c&#$!@ são esses caras?”. Então, mais do que introduzir (ui) o grupo a vocês, gostaria de introduzir o universo cósmico da Marvel.
- Universo cósmico? Isso ficou redundante.
Mas é o jeito que temos para diferenciar as sagas que ocorrem na terra e aquelas que ocorrem no espaço sideral.
Vamos começar do começo, leitura obrigatória, não importa que tipo de nerd você seja: Aniquilação

A saga Aniquilação começa com a calmaria antes da tempestade, Thanos está a contemplar o universo quando sua amada Senhora Morte aparece ao seu lado, eles sabem que algo se aproxima, alguém está vindo e Morte diz simplesmente “Eu estou com ele... Ele me conhece intimamente”. Esse não é um prelúdio para criar expectativas falsas, a morte é presença constante nesta história.

Sete dias depois, em um local conhecido como Cascata Energética, fonte geradora de energia para diversos sistemas planetários e penitenciária para criaturas sentenciadas a morte, uma armada de incontáveis naves de guerra invadem a nossa realidade. Eles agem rapidamente, em cinco páginas não há mais Cascata Energética, bilhões de alienígenas estão com suprimento de energia limitado e possivelmente alguns dos seres mais perigosos do universo estão soltos.

Na página seguinte nos apresentam o planeta Xandar, local de origem da Tropa Nova (tipo, uma tropa dos Laternas Verdes só que da concorrência). Todos os recrutas da tropa são chamados para lidar com a ameaça iminente que já causou milhões de morte pelo cosmo, a chamada Onda de Aniquilação.

Em Xandar somos introduzidos a Richard Rider, um terráqueo da tropa, e Drax, um Hulk wannabe que acreditam já ter matado 200 milhões de pessoas/alienígenas/formas de vida em geral. Drax está com uma terráquea de passagem por Xandar e Rider está numa reunião para definir as estratégias para lidar com o inimigo desconhecido. Eles acreditam que a onda ainda está a dois sistemas estelares de distância, mas eles subestimaram a velocidade com que o inimigo se move. No momento seguinte a Tropa Nova enfrenta um ataque direto como nunca antes.

A Onda de Aniquilação é um exército de insetos liderados pela criatura conhecida como Aniquilador (sacou?) e eles vieram de uma dimensão conhecida como Zona Negativa para simplesmente aniquilar tudo no nosso universo. Seu pretexto é de que a nossa dimensão está se expandindo e tomando o espaço que pertence a Zona Negativa.

Ao longo da história somos apresentados a mais alguns personagens pouco conhecidos da Marvel (uns mais outros menos), dentre eles: Gamora, a mulher mais letal do universo, Ronan, o Acusador da raça Kree, e Peter Quill, que deseja ter seu passado sombrio como Senhor das Estrelas deixado para trás. Os três estarão no filme dos Guardiões da Galáxia e Peter Quill é o mais importante deles e personagem principal do filme.

Há muitos mais personagens envolvidos na trama, mas em geral seguem a regra de não fazerem parte da linha de frente da Marvel, sendo desconhecidos ainda até de muitos fãs de quadrinhos. O interessante é que isso não é ruim para a história.

Quando eu li esta saga e me deparei com tantos personagens novos (eu já tinha uns 10 anos de Marvel na época) percebi como o universo 616 é mais rico do que eu imaginava, ele não era restrito aos vilões “mais ou menos” do Homem-Aranha e similares, havia alguma coisa de quase mitológica.

Mas mais importante que isso, como se tratavam de personagens “de segunda”, os editores não ficaram podando o roteirista e este pode escrever com bastante liberdade.

Por fim, gostaria de explicar a estrutura da saga para vocês não se perderem na leitura. Tudo que narrei faz parte de Annihilation Prologue (sim, tudo aquilo e é o prólogo da história ainda) e depois a trama se divide em quatro plots, a do Surfista Prateado, do Nova (Richard Rider), do Ronan e do Super Skrull. Alguns desses plots são melhores que outros, mas vale a pena ler tudo porque todos se encontram de forma incrivelmente coesa no final, em Annihilation (dos volumes de 01 a 06), que conclui a história de forma espetacular.


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.

Supergirl, Lanterna Vermelha

Não é de hoje que a Supergirl tem alguns problemas em controlar sua raiva e alguns sentimentos mais fortes e, de acordo com o novo escritor de Supergirl, Tony Bedard diz que Kara vai evoluir de uma adolescente cheia de raiva para uma adulta, defensora da Terra. Mas primeiro, ela tem que se livrar dessa fúria da juventude! Cuidado com os spoilers: