Avançar para o conteúdo principal

Primeira Edição: Mythology - The DC Comics Art of Alex Ross

Antes mesmo dos executivos da DC sequer ouvirem falar em Alex Ross, a grande saga Kingdom Come já tinha suas primeiras ideias, desenvolvidas na adolescência do artista. Anos se passaram até que em 1996, o mundo dos quadrinhos ganhou um título que nunca mais seria esquecido.
Uma guerra fria super-humana, com o destino e futuro da humanidade em jogo, comparando Superman a Sansão e Jesus, essas eram as primeiras ideias de Alex. Juntamente de Dan Raspler e Pete Tomasi e o roteirista veterano Mark Waid, ele colocou suas fantasias no papel. Outras séries já haviam sido produzidas com o tema do 'futuro' do Universo DC, mas o nível que Kingdom Come se encontrava, fazia parecer que aquilo se tornaria verdade.

Com o assassinato do amor de sua vida, Superman se aposenta e tem sua 'função' desempenhada por outro
herói, Magog. Batman não confia mais em seu antigo amigo e acaba recrutando seu próprio exército. Enquanto isso, toda a história se passa ao olhar de um pastor espirituoso, Norman McCay, fazendo todo o evento dos super seres ter um contraste mais humano. Ele trás os desafios éticos, entre os super poderosos e suas responsabilidades. Com o Espectro da Vingança dentro dele, Normam podia ensinar o fantasma a reagir a humanidade, o jeito oposto do que acontece em A Christmas Carrol, onde os fantasmas ensinam Scrooge a ser mais humano. O design do personagem é baseado na fisionomia do pai de Alex Ross.

Desde a primeira ideia, já estava claro que o conceito das personagens fugiria do comum, mudanças seriam feitas nos uniformes, alguns dos super seres morreriam no intervalo de tempo entre as séries atuais e o futuro de Kingdom Come.

Dentre todos os esboços, pedaços de roteiros, ideias e mais ideias de Alex colocadas no papel e dezenas de explicações, para cada ilustração nas diversas páginas, Kidd e Spear nos mostram todo o trabalho por trás da magnífica obra prima de Alex Ross, do jeito que ele pensou. Um plano para uma sequência nunca foi pensado e, mesmo que capas para uma história anterior aos acontecimentos tenham sido esboçados, a série continuou do jeito que terminou, assim como Ross sempre quis.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.

Supergirl, Lanterna Vermelha

Não é de hoje que a Supergirl tem alguns problemas em controlar sua raiva e alguns sentimentos mais fortes e, de acordo com o novo escritor de Supergirl, Tony Bedard diz que Kara vai evoluir de uma adolescente cheia de raiva para uma adulta, defensora da Terra. Mas primeiro, ela tem que se livrar dessa fúria da juventude! Cuidado com os spoilers: