Avançar para o conteúdo principal

Universo DC #17

Universo DC #17 - mix Panini
Nota total: 7,0

Conclusão e um chute inicial no futuro de Flash; Mulher Maravilha continua como flores desse mix; Dobradinha não muito boa de Nuclear; a introdução de um novo 'espaço' em Terra 2 começa a agradar; Gavião Negro e Melhores do Mundo pegam histórias de meio de arco, sem muito o que acrescentar. Flash e Maravilha continuam a manter a qualidade de Universo DC, confira:








Terra 2 #09 - A Torre do Destino, prologo


James Robinson começa a explorar ainda mais o universo da antiga Sociedade da Justiça, começando a reimplementar um dos mais fortes herois do universo DC, Senhor Destino. Embora Nicola Scott nos deleite com um bom traço e até com o Sandman em seus trajes antigos, algumas partes das pinturas parecem que alguém que acabou de aprender photoshop fez. Nota 7,0




Flash #17 - A Guerra dos Gorilas, parte 5 - O Caminho para Casa

Puxe o cabo de força e tudo ficará bem! Ainda bem que essa dupla linda não usou desse artifício, a conclusão da Guerra dos Gorilas se da tanto em Central City, onde a Galeria arruma sua formação, quanto na Força de Aceleração, o palco do reencontro de Barry Allen e Iris West. 

Ao final, descobrimos que esse arco foi o pano de fundo para um projeto muito maior de Manapul e Buccellato, a dupla de ouro dos Novos 52 não deixou a peteca cair e não vai deixar, consegue-se afirmar isso com certeza. Nota 10,0


Fúria do Nuclear #16-17

Se recuperando da luta contra o Capitão Átomo, a história se desenrola com os garotos consertando seus últimos erros, o que os leva a encontrar com os Titãs. Enquanto as revistas dos Titãs vinham focando nos conflitos amorosos dos adolescentes, Nuclear pega o lado menos romântico, como escola e os pais.


Apesar de parecer banal, Dan Jurgens vem se esforçando para deixar a publicação com um teor mais sério, conseguindo um pouco mais disse nessas edições. O traço de Jurgens, com os retoques finais de Ray McCarthy deixam Nuclear como uma agradável leitura aos olhos. Nota 6,0



Selvagem Gavião Negro #17 - Como uma Sombra na Noite

Xerxes retorna ao páreo, parece que agora sim temos um vilão recorrente no bairro de Carter Hall. Diferentemente das ultimas edições, essa contém muito mais diálogo do que a boa e velha porrada, habitante do roteiro anterior.

Tentando colocar a indentidade de Katar Holl em pratos limpos, Gavião Negro passa a abordar uma dupla personalidade do heroi, juntamente com uma provável nova companheira. a participação dos thanagarianos não se encerra e podemos esperar que sua participação apenas aumentará. Nota 6,0


Mulher Maravilha #17 - Semi-Nação

Chiang fica só nas cores e é substituído por Tony Akins e Amilcar Pinna, Mulher Maravilha perde um pouco de sua arte, momentaneamente. A reunião familiar que Azzarello escreveu, ocorre nos mesmos momentos em qua o Primogênito volta ao mundo moderno, procurando a sua arma.

Azzarello como sempre, trabalha com um incrível senso de roteiro, fazendo as duas frentes da história distantes, mas sempre andando lado a lado, já que desde o início, o principal objetivo da história é a mesma profecia. Nota 8,0


Melhores do Mundo #09 - Incursão

Confuso, muito confuso. ___ quis contar diversas partes da história da dupla, compras de uniformes, lutas contra bandidos e uma invasão de uma galera que conhece o Hakkou, o primeiro cara que elas enfrentaram. Mas não de muito certo, tudo pra termos uma citação a Michael Holt, o Senhor Incrível, que em edições de revistas passadas, foi enviado para a Terra 2, lar das garotas.

O mago George Pérez, na minha opinião, se sai muito bem em alguns quadros, mas continui achando o antigo traço dele muito mais bacana. Nota 6,0

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.

Supergirl, Lanterna Vermelha

Não é de hoje que a Supergirl tem alguns problemas em controlar sua raiva e alguns sentimentos mais fortes e, de acordo com o novo escritor de Supergirl, Tony Bedard diz que Kara vai evoluir de uma adolescente cheia de raiva para uma adulta, defensora da Terra. Mas primeiro, ela tem que se livrar dessa fúria da juventude! Cuidado com os spoilers: