Avançar para o conteúdo principal

Liga da Justiça #18

Liga da Justiça #18 - mix Panini
Nota total: 6,5


Mais uma edição de Shazam traz o que a de melhor nos Novos 52, enquanto Liga da Justiça entra em sua décima nona edição, que fez parte da Semana WTF lá fora. Katana continua a decepcionar, coisa que muito já havia sido falado antes de seu lançamento. Em Vibro, temos a continuação de LJAmerica e novas tramas da A.R.G.U.S.

Liga da Justiça #18 II - Shazam

Referência aos Goonies já garante nota alta! Com a junção das crianças, conseguimos ver o caminho que Johns quer trilhar, reunindo toda a família para derrotar Adão Negro. Os Sete Pecados são representados de uma maneira bem singular por Gary Frank, lembrando o jeito que Cliff Chiang retrata os olimpianos em Mulher Maravilha. Nota 9,0


Liga da Justiça #19 - Jogos de Guerra

Todos sabemos que o Batman sempre tem um plano de contenção caso seus amigos enlouqueçam ou passem para o outro lado, é nesse ponto dos Novos 52 que vemos esses planos dando errado e o retorno de um grande vilão da Liga da Justiça. Vale ressaltar que a capa não tem quase nada a ver com o conteúdo da revista.

Entrar em seu jogo favorito e ser o seu próprio personagem, acho que a partir dessa edição, todos nós gostaríamos dos poderes da Átomo. Nota 8,5



Liga da Justiça da América #02 - Os mais perigosos do Mundo, parte 2

Ok, apesar de desenhar bem, David Finch não agrada nem um pouco, todos os personagens tem biquinho. Por outro lado, o primeiro contato dos membros é passado de forma impar tanto pelo desenho quanto pelo roteiro de Johns, que sempre se da bem nessas situações.

Uma nova Sociedade de inimigos se forma e parece que as habilidades de Ivo foram postas para trabalhar. Nota 6,5


Katana #02 - Contrate seu Inimigo

Incrível como alguém pode sair de uma revista que estava em seu pior estado e ir fazer o mesmo com outra, Ann Nocenti não liga para o que faz e podemos continuar a ver isso em Katana. Nocenti testa a burrice do leitor, explicando passo a passo o que vai acontecer no próximo quadrinho.

Alex Sanchez continua sambando na arte, tornando Katana um título totalmente passável, apenas mais um nos Novos 52. Nota 2,0


Vibro #02 - Porque Eu?

Sendo um spin off da Liga da Justiça da América, a revista tem algumas repetições mas, como dito anteriormente, ela se mescla com a história de Cisco e o ''por trás dos panos" da A.R.G.U.S.

Dessa vez, Johns e Kreisberg reapresentam a Cigana, já eleita um dos membros mais banais de todas as formações da Liga da Justiça, porém, agora conseguimos ver certa importância nela, mesmo que agora, ela talvez esteja do outro lado? Nota 6,0

Comentários

Mensagens populares deste blogue

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

Supergirl, Lanterna Vermelha

Não é de hoje que a Supergirl tem alguns problemas em controlar sua raiva e alguns sentimentos mais fortes e, de acordo com o novo escritor de Supergirl, Tony Bedard diz que Kara vai evoluir de uma adolescente cheia de raiva para uma adulta, defensora da Terra. Mas primeiro, ela tem que se livrar dessa fúria da juventude! Cuidado com os spoilers: