Avançar para o conteúdo principal

Crise Conversa: Qual foi a pior HQ da DC que você leu?

Dessa vez levamos para o lado ruim da coisa. Imagine aquela HQ que você pega na mão, tem tudo pra dar certo, pra você gostar e BANG, foi a pior porcaria que você já leu na vida. O Crise Conversa de hoje pergunta sobre seu maior desconforto enquanto leitor: Qual foi a pior HQ que você leu?
Confira nossas respostas.


Cuba: Dou toda a minha certeza que, a pior HQ que eu li dessa linda editora, foi O.M.A.C., Dan DiDio e Keith Giffen tentaram trazer uma certa sensação das antigas histórias em quadrinhos, com roteiros mais simples, bastante aventura, inimigos bestas (pra época não era, claro) e coisas desse tipo, só que, como tudo muda, não deu lá muito certo. Variando de explicações científicas sem nexo, conspirações envolvendo Max Lord e um 'heroi' sem discernimento algum, One Man Army Corps foi de mal a pior desde seu começo, cada nova revista vinha com uma vontade de arrancar os olhos. E claro, o legado de Jack Kirby não foi tão bem representado...


Sidrack: Eu adoro o Grant Morrison, acho que ele é um dos maiores escritores da atualidade e que ele tem
feito um ótimo trabalho na DC nesses últimos anos.
Mas esse trabalho teve um problema, um terrível problema chamado Crise Final.
Em uma das histórias mais sem nexo e perturbadas que eu já li, Morrison cria um verdadeiro desastre em formato de saga que foi simplesmente dos piores erros que a DC cometeu em sua história.


Ricardo Syozi: Pôxa, essa é difícil... Mentira. Na verdade é tão fácil que tive que escolher entre 12 histórias sofríveis. No fim, optei por algo recente que não consegue sair da minha cabeça por ser tão horrorosa: A primeira aparição do nosso querido Arqueiro Verde nos Novos 52. Cara... que triste. Traço ruim, enredo adolescente patético, plot twists óbvios, personagens fracos (sim, incluo o Oliver nessa). Não há NADA de aproveitável nessa HQ, tanto isso é verdade que ela logo foi desligada e uma nova série totalmente awesome começou. Eu lembro que cheguei a ficar com raiva a cada virada de página. Muito, mas muito ruim...

Alex Jacket: Admito que tive que pensar bastante sobre. mesmo. é difícil, porque Batman: Hush. Batman: Hush é um arco de uma história que durou 11 edições; que contava uma trama fraca de um vilão mal explicado que ninguém nunca tinha ouvido falar ao mesmo tempo que forçava um relacionamento do Cavaleiro das Trevas com a Mulher Gato de uma forma nem um pouco natural. O problema do vilão também era o fato dele nunca... aparecer, e não ter objetivos claros ou ideias fixas... Parecia só um enorme tapa-buracos. Claro que pegando edições sozinhas ou "séries" que vem e voltam conseguimos encontrar coisa pior (tipo Resurrection Man, OMAC etc); mas como uma "saga" mesmo, infelizmente o Batman tem uma das piores; na minha sincera opinião.
querendo ou não, dentro do universo DC tem MUITA coisa boa e MUITA coisa ruim. Mas acho que a saga mais decepcionante e "quase lá" que já tive o "prazer" de usufruir fora


E você, leitor, qual foi a pior HQ que você já leu?

Comentários

  1. Realmente OMAC 1 e Arqueiro Verde 1, sem dúvida foram as piores. Mas já falando de novos 52, não podemos nos esquecer de Senhor Incrível, Falcões Negros, Mulher Gato e Katana, quais enquanto a gente tá lendo, fica indo até o final para ver quantas páginas ainda faltam para terminar.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

Supergirl, Lanterna Vermelha

Não é de hoje que a Supergirl tem alguns problemas em controlar sua raiva e alguns sentimentos mais fortes e, de acordo com o novo escritor de Supergirl, Tony Bedard diz que Kara vai evoluir de uma adolescente cheia de raiva para uma adulta, defensora da Terra. Mas primeiro, ela tem que se livrar dessa fúria da juventude! Cuidado com os spoilers: