Avançar para o conteúdo principal

Flash #12

Flash #12 - mix Panini
Nota total: 5,0

Com a capa mais bonita de todas as edições, essa décima segunda edição do mix Flash, traz uma variação incrível de conteúdo, com a Galeria de Vilões aparecendo completa em Flash, mais um péssimo pedaço do pior Arqueiro Verde já feito e o auge da megaboga luta entre Lobo e Exterminador.








Flash #12 - Desafiado pela Patinadora

Francis Manapul retorna com sua arte e já começa a chutar bundas, com toda a Galeria de Vilões atual aparecendo de uma vez só, com sua nova chefa a Patinadora, Lisa Snart, irmã do Capitão Frio.
A edição conta com as aparições de Trapaceiro, Onde Térmica, Mago do Tempo, Mestre dos Espelhos e Capitão Frio que, dessa vez, parece estar do lado dos bonzinhos, junto do Flautista. Até mesmo Barry, com seus pensamentos na velocidade de luz, está confuso!

Além de um excelente colorista, Brian Buccellato se mostrou um ótim roteirista e a dupla formada por ele e Manapul é provavelmente uma das mais fortes de todos os N52. Uma reunião da Galeria é o que faltava para deixar Flash melhor do que já é. Nota 10,0


Exemplo de como não fazer uma
capa alternativa
Arqueiro Verde #12 - O Resgate da Honra

Da nojo isso, tanto roteiro quanto arte são péssimos e se colocassem o Liefeld, ficaria melhor. Nocenti não sabe o que fazer com os roteiros, Tolibao parece que luta com seus traços e sai perdendo e parece que o casal Horie está numa disputa pra ver quem consegue deixar a cor mais chapada e falsa possível.

O Arqueiro não aparece já fazem duas edições, dando foco para Queen e uma disputa para voltar a controlar sua empresa. Nota 0,0



Exterminador #12 - O Objetivo Ômega

Slade Wilson nunca deve ter apanhado tanto quanto apanhou nessa luta, o Czarniano conseguiu limpar o chão com a cara do Exterminador, mas nem tudo é o que parece! Citando o próprio Slade: "Já que não dava pra ganhar na força... ganhei na inteligência."

Enquanto o Lobo é aparentemente derrotado, sua namorada ainda está sendo 'guardada' em algum lugar escondido, deixando em aberto a história do nosso querido Escrotizador.

Embora Liefeld não seja lá grande coisa, ele pelo menos consegue retratar uma luta num estilo bem calhorda e descontraído, não perdendo o leitor pra uma outra leitura. Nota 5,0

Comentários

  1. Esta edição do Flash está fantástica, a começar pela capa. E o roteiro, que mesmo chapado de vilões (tinha tudo pra dar errado IMHO), funciona perfeitamente.

    Infelizmente, depois de ler algo de qualidade, somos obrigados engolir um arqueiro verde que é um insulto ao intelecto de qualquer um, e que parece cada vez pior. =/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é mesmo? Flash está provando ser uma das melhores dos N52. Quanto a Arqueiro, é só aguentar um pouco mais que a partir da edição #17, ele começa a ficar bom :D

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

Primeira Edição: a Kryptonita Rosa

Hoje vamos falar da maior fraqueza do Superman: a kriptonita. Aquela rocha saída do núcleo de Krypton, depois que tudo explodiu. A pedra uma certa radiação que faz um mal danado ao escoteiro azul. Com algumas variações, azul, vermelha, branca e dourada, a kryptonita tem uma irmã que nem todo mundo conhece.