Avançar para o conteúdo principal

Flash #11

Flash #11 - mix Panini
Nota total: 6,0

A Galeria retorna! Mais um vilão é reintroduzido ao nUDC em Flash; novos Arqueiros aparecem e o descaso com a 'arte' só aumenta em Arqueiro Verde; nas páginas de Exterminador, descobrimos mais sobre a história do czarniano Lobo!



Flash #11 - Queimando Devagar

Foi uma ótima escolha da Panini, ao não editar as páginas duplas e traduzir o nome do capítulo para português, assim como eles falam no rodapé, preserva muito bem a estética proposta pelo artista, e isso, é uma valorização a mais do trabalho.

Com todos acreditando em sua morte, Barry vai morar em Keystone City, a gêmea má de Central City. Enquanto tenta arranjar emprego num bar sendo o bom moço de sempre, ele se vê no meio do Capitão Frio e do Onde Térmica, que tem sua reapresentação no UDC nessa edição. Com citações ao retorno do Flautista e mais uma aparição da Patinadora, parece que a Galeria finalmente vai retornar as páginas de Flash.

O artista convidado, Marcus To, não decepciona no traço, conseguindo uma arte que flui muito bem com a proposta do Velocista Escarlate, enquanto a roteirização de Manapul e Buccellato continua impecável. Nota 9,0

Arqueiro Verde #11 - A Alegria do Crime

Sinceramente? Eu preferia o Liefeld fazendo a arte de Arqueiro, do que esse lixo de traço que é o do Harvey Tolibao, cheio de riscos que só atrapalha na visualização do desenho.

A revista apresenta mais dois arqueiros, uma garotinha rica e revoltada que se veste assim pra chatear o pai e um tiozão, que quer roubar dos ricos e dar aos pobres, bem Robin Hood mesmo.

Na parte da revista onde a vida empresarial de Oliver é retratada, não ha nada a acrescentar, a história é descartável a partir daí. Nota 3,0


Exterminador #11 - Confronto em Starpoint

Partes da origem do Lobo são reveladas, como ele saia por aí saqueando mundos e vendendo escravos, essa diversão dele garantiu uma longa prisão na Terra. Depois de uma fuga explosiva, Exterminador vai atrás da trilha do czarniano e a treta começa a rolar, muito tiro na cara, soco no peito e tapa na jugular.

É então que os poderes do Maioral são reapresentados, força absurda, regeneração acelerada e semi-invulnerabilidade, o cara é f*da mesmo. Nota 6,0


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.

Supergirl, Lanterna Vermelha

Não é de hoje que a Supergirl tem alguns problemas em controlar sua raiva e alguns sentimentos mais fortes e, de acordo com o novo escritor de Supergirl, Tony Bedard diz que Kara vai evoluir de uma adolescente cheia de raiva para uma adulta, defensora da Terra. Mas primeiro, ela tem que se livrar dessa fúria da juventude! Cuidado com os spoilers: