Avançar para o conteúdo principal

Arrow S01E22 [Darkness on the Edge of Town]


Envolto de um clima tenso e complicado, Arrow se aproxima de sua season finalle com mais um episódio de cair o queixo. Ação e tensão unidos junto com uma história envolvente, mas cuidado! A review contém spoilers!







Com um início turvo e tenso, "Darkness on the Edge of Town" começa de maneira imponente e destruidora. O episódio já começa com mais aparições do "outro arqueiro", além de um desenvolver maior e melhor da situação de Oliver com sua família.

Agora sua família tem os problemas que ele conhece - com Moira - e os que ele descobre - cm Thea. Tudo começa a girar, querendo ou não, em torno do Vigilante. Thea e Roy tem suas próprias
discussões, que levam a conclusões complicadas e interessantes. Ao mesmo tempo, Diggle e Oliver criam planos para conseguir descobrir TUDO do "undertaking". De maneira empolgante e inesperada, as coisas vão andando e a série acerta no que mais consegue: na forma tensa e complicada que o roteiro vai se desenvolvendo. Moira também mostra quem realmente é, e diferente de situações anteriores que rolava uma interpretação um pouco travada da atriz, ela conseguiu sair excepcional no episódio.

Ao mesmo tempo de tudo isso, Oliver começa a desenvolver algo com Laurel. Ficou um clima relativamente corrido no meio tempo, um pouco artificial. Não dá para entender direito o que Laurel sentia antes e nem agora, mas as coisas vão muito bem com alguém novo. Espero que, daqui para frente, as coisas se expliquem melhor entre Oliver e Laurel, de uma maneira mais detalhada e extensa, não tão corrida.

Os flashbacks estão cada vez com maiores proporções (talvez para combinarem com a finalle) e mostraram mais, de maneira completa e sem enrolações. Com menções à Ferris Aircraft, os flashbacks mostram o objetivo da organização lá estabelecida e o desenvolver de seus planos; além de mostrarem a risca o porque de Oliver ter virado, afinal, alguém tão frio e forte.

Novamente, Felicity se destaca do geral. Com momentos incríveis e falas sensacionais, ela consegue de pouco a pouco conquistar e deixar o "grupo" dos três cada vez mais natural. Principalmente próximo ao fim do episódio que apresenta um clímax empolgante e não tem como não ficar MORRENDO de vontade de ver a finalle.

Nota 9. Com um desenvolver forte e grandes expectativas, "Darkness on the Edge of Town" acerta na tensão e no desenvolver na maioria dos personagens, com exceção de Laurel. E cada vez mais perto do fim da primeira temporada, as coisas vão ficando cada vez maiores e mais animadas


Oliver Queen é protagonizado por Stephen Amell, a série é dirigida por David Nutter. O seriado tem sua exibição no Brasil pelo canal Warner Bros. Toda segunda-feira, às 22 horas.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.

Primeira Edição: a Kryptonita Rosa

Hoje vamos falar da maior fraqueza do Superman: a kriptonita. Aquela rocha saída do núcleo de Krypton, depois que tudo explodiu. A pedra uma certa radiação que faz um mal danado ao escoteiro azul. Com algumas variações, azul, vermelha, branca e dourada, a kryptonita tem uma irmã que nem todo mundo conhece.

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.