Avançar para o conteúdo principal

Corporação Batman - Volume 3

(Atenção: Não é necessário ler os volumes anteriores para o entendimento desse!)

Antes de falar qualquer coisa sobre esse encadernado preciso falar de Grant Morrison.
Morrison foi o responsável pelas principais mudanças no universo do Batman nos últimos anos:
O surgimento de Damian, o terrível ataque do Luva Negra, a Morte do Batman na "Crise Final", Dick Grayson como o novo Batman, a jornada de Bruce através do tempo, a criação da Corporação Batman, e agora com o novo status de Talia Al Ghul e o seu terrível Leviatã.

Pra você que pensou que já tinha visto de tudo
Essa é com certeza a fase mais épica e surtada na história do Homem Morcego.
Que tem de enfrentar vilões que desafiam o próprio conceito de tempo/realidade e encarnam a mais pura maldade.
Mas mesmo em meio a essa loucura ainda existe o velho Batman: O guerreiro, o detetive, o herói que jamais desiste.

Agora para este novo volume da Corporação Batman não é necessário ter lido a fase do Morrison, pois o encadernado se explica muito bem. Mas seria melhor ler os volumes anteriores da Corporação Batman pra total compreendimento da história, e melhor ainda ter lido toda a obra do Morrison para aproveitar cada quadro desse volume.

Bat-Vaca!
O encadernado mostra a luta do Leviatã contra o Batman, com ela decidida a destruir tudo o que o herói preza, a vilã inicia seu ataque com seu próprio filho como alvo: Damian!
A cena da luta do Batman e Robin no açougue é especialmente brilhante e completamente visceral.

A história segue e vemos a vida da Talia, terminando com ela tomando o controle da Liga dos Assassinos do próprio Ra's Al Ghul.
Com Bruce investigando as ações do Leviatã em Gotham, ele se vê em uma armadilha preparada por dezenas dos melhores assassinos do mundo. Mas a Corporação Batman surge para iniciar um combate brutal entre Morcegos e Assassinos.

Leviatã ataca!
Tomando um rumo inesperado, a história vai para um futuro alternativo já mostrado na "Batman #666", onde Damian assumiu o manto de Batman em uma Gotham de puro caos e matança.

Como clímax os membros da Corporação Batman são capturados em uma armadilha mortal, da qual somente o Cavaleiro das Trevas pode salvá-los de uma morte certa.
Por fim, revisitamos a origem da Corporação e conhecemos melhor a história desses grandes heróis.

O encadernado tem a arte absolutamente incrível de Chris Burnham, que apesar de não trabalhar com traços muito belos, faz um trabalho de ação estonteante e cria os desenhos mais detalhados e ricos dos Novos 52.

É um volume completamente empolgante e épico. Com certeza um dos melhores trabalhos de Morrison.

(Nota: 9,0)

Ta olhando o que?

Comentários

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.

Primeira Edição: a Kryptonita Rosa

Hoje vamos falar da maior fraqueza do Superman: a kriptonita. Aquela rocha saída do núcleo de Krypton, depois que tudo explodiu. A pedra uma certa radiação que faz um mal danado ao escoteiro azul. Com algumas variações, azul, vermelha, branca e dourada, a kryptonita tem uma irmã que nem todo mundo conhece.

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.