Avançar para o conteúdo principal

Liga da Justiça #10

Liga da Justiça – #10 Mix Panini (Nota: 7,0)

Liga da Justiça #10:


A Jornada do Vilão continua, e neste capítulo Graves surge para mostrar oque é dor para a Liga da Justiça.

A edição se concentra no novo vilão, que tem algumas cenas de seu passado reveladas, e acaba enfrentando toda a Liga sem grandes dificuldades.
As cenas do seu passado são especialmente incríveis, elevando rapidamente o personagem a um alto escalão de personagem.



O problema real está na interação dos membros da Liga da Justiça.

Já fazem anos que a equipe existe, com a mesma formação, e eles continuam com os mesmos problemas de confiança, segredos ocultos e interações estranhas.
Para o maior grupo de heróis da Terra eles tem sérios problemas de comunicação.

Jim Lee por outro lado faz um incrível trabalho nessa edição, com uma arte mais diferenciada do que se costuma ver nos trabalhos dele.


Capitão Átomo #10:

Os Capitães Átomos se encontram no ápice de seu conflito temporal lutando pela própria continuidade da existência.

O principal Capitão luta com toda sua vontade contra a sua versão futura destruidora de mundos, enquanto outro Capitão percorre sua própria história em busca do momento crucial onde ele adquiriu este "Complexo de Deus".

Devo dizer que esta é uma das histórias mais diferentes que li nos Novos 52. J.T. Krul se superou completamente e fez um arco único e excepcional com este herói tão complexo.
Capitães Átomos VS Capitão Átomo "Deus"




Liga da Justiça Internacional #10:

Entre a edição passada e esta a LJI se encontrou com o título do Nuclear, mas acaba sendo tão irrelevante para essa história que nem vale a pena ser comentado.

Esta edição até que tenta parecer legal, mas as cenas entre os membros da Liga conseguem ser mais clichês do que muitas novelas por aí.
E o desenvolvimento da luta do grupo contra os terroristas é completamente ridículo e mal elaborado.


É simplesmente inaceitável que novamente nessa revista vilões que nunca apareceram antes cheguem e derrotem com tanta facilidade um grupo de deveria ser uma Elite de Heróis na Terra.

Mais duas edições e esta tortura acaba.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

Primeira Edição: a Kryptonita Rosa

Hoje vamos falar da maior fraqueza do Superman: a kriptonita. Aquela rocha saída do núcleo de Krypton, depois que tudo explodiu. A pedra uma certa radiação que faz um mal danado ao escoteiro azul. Com algumas variações, azul, vermelha, branca e dourada, a kryptonita tem uma irmã que nem todo mundo conhece.