Avançar para o conteúdo principal

Batman #10

Batman - #10 Mix Panini  (Nota: 8,5)

Batman #10:

Após o ataque das Corujas em Gotham, Batman inicia seu contra-ataque à Corte e descobre um dos maiores e mais importantes segredos da história de sua família.


Em uma edição completamente arrebatadora, Snyder mostra que o mais incrível e chocante deste arco ainda estava por vir, e que todo o mistério e poder da Corte das Corujas só serviu para preparar o arco para este incrível confronto final.

As verdadeiras conclusões disso só descobriremos na próxima edição. Mas Bruce está muito perto de descobrir que muitas coisas de seu passado foram mentiras, e isso é irreversível para a história do herói.
Hora do troco, Corujas!




Detective Comics #10:

Detective Comics, a revista que da o nome para a DC, e teoricamente uma revista de mistérios e histórias de detetive (o meu aspecto favorito do Batman).
Mas olhando as 9 edições anteriores é possível dizer que Tony S. Daniel fez de tudo menos um real mistério nessa HQ, preferendo trabalhar com lutas e perseguições desde o começo.
O arco passado até tentou ser misterioso, mas fracassou totalmente.

Pensando nisso começa o novo arco, que já na primeira edição mostra que veio novamente para ação intensa.
É uma edição boa com desenhos competentes e roteiro fluido apesar de tudo.
O novo villão, Sr. Tóxico, parece um daqueles vilões patéticos de desenho animado.

Tenho que dizer que é terrivelmente difícil falar bem de uma revista que perdeu o seu propósito original. 
A DC já tem muitas revistas de ação, deixem Detective Comics em paz.


Batman: The Dark Knight #10:


Essa edição é um marco muito importante (para mim, pelo menos).
Durante meses eu xinguei esta revista sem nenhuma moderação. Acusando a HQ de ser uma atrocidade horrível e ser a pior HQ dos Novos 52.

Parece que atendendo as minhas súplicas Gregg Hurwitz chegou.
Tomando o roteiro da revista, o escritor que é consagrado por seus livros de gênero thriller e seu trabalho em HQ's mais adultas, Gregg surge como um verdadeiro milagre para esta revista.

Este arco começa com uma das representações mais assustadoras e impressionantes do Espantalho que eu vi nos últimos anos.
Em somente uma edição a HQ já impressiona completamente e demonstra uma profundidade imensa.

O único porém é que Finch continua nos desenhos com seus músculos enormes e expressões faciais extremamente estranhas.
Saindo do carro com segurança

Comentários

Mensagens populares deste blogue

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

Primeira Edição: a Kryptonita Rosa

Hoje vamos falar da maior fraqueza do Superman: a kriptonita. Aquela rocha saída do núcleo de Krypton, depois que tudo explodiu. A pedra uma certa radiação que faz um mal danado ao escoteiro azul. Com algumas variações, azul, vermelha, branca e dourada, a kryptonita tem uma irmã que nem todo mundo conhece.