Avançar para o conteúdo principal

Batman #09

Batman - #09 Mix Panini  (Nota: 8,5)

Batman #9:

A Noite das Corujas está em seu ápice, e enquanto os aliados do Morcego lutam para salvar Gotham, Bruce tem a sua própria arena de batalha na Bat-Caverna.


Na cena de luta mais legal que eu vi em muito tempo de leitura, Batman combate com sua armadura de guerra conta dezenas de Garras. Uma luta incrível em todos os aspectos, pois Snyder faz a mistura perfeita de inteligência, habilidade e "bugigangas" do Morcego contra os Garras,
E Capullo mostra novamente porque é um dos melhores desenhistas da atualidade com seus traços únicos, dinâmicos e extremamente detalhados.


Escapando da Mansão, Bruce vai para o Asilo Arkham salvar o Dr. Arkham (veremos isto acontecendo em outra revista neste mesmo mix), e depois indo salvar Lincoln March.
Em uma das cenas mais emocionantes da edição, Bruce finalmente começará seu contra ataque contra a Corte.

Na outra parte da edição temos uma história no passado com Jarvis Pennyworth, o pai de Alfred, como protagonista. Onde descobrimos que a Corte das Corujas já esteve envolvida com a família Wayne.
Agora resta saber oque aconteceu para eles se tornarem um alvo das Corujas.



Batman: The Dark Knight #9:

Toda saga tem que ter seu ponto fraco, e no caso dessa, era óbvio que "The Dark Knight" ficaria com essa responsabilidade.
Judd Winick assume o roteiro desta edição e faz uma ligação direta com o final da edição logo acima.

Tendo como foco um Garra, Winick mostra a história de sua vida e vemos que até mesmo um Garra pode ter sentimentos e questionar suas ações.
Essa é a parte boa da edição.

Agora na parte ruim começarei falando sobre a capa da edição, uma capa que mostra o Robin Vermelho em intensa luta contra um Garra, sendo que por fim, o Robin Vermelho ganha somente meia página em toda a edição onde ele não está fazendo absolutamente nada.
E a escolha de Winick em mostrar que o Batman já enfrentou um Garra no passado vai contra tudo que Scott Snyder tem escrito.
Encerrando, Finch faz um trabalho terrível com os desenhos como já é de costume.

O fato realmente bizarro é que essa edição ruim é a melhor que este título já teve.


Detective Comics #9:

Esta edição da Detective Comics mostra oque acontecendo com o Batman na sua escolha de salvar o Dr. Arkham primeiro.

Na primeira visita realmente didática ao Asilo Arkham nos Novos 52 vemos vários vilões presos com potencial para futuros arcos. Mas a principal parte da história, e a mais confusa, é a do Dr. Arkham com o Máscara Negra.
Simplesmente não fica claro oque mudou e oque não mudou após o reboot.
O que é realmente ruim é ver que aqui os Garras são espancados até apagarem, algo que claramente não funciona em nenhuma outra revista deste mix.

Não é uma história que adiciona muito para a Noite das Corujas, e como aconteceu na "The Dark Knight", acaba distorcendo o conceito que Snyder criou.
Mas os acontecimentos no Asilo Arkham deixam muitas histórias em potencial para serem escritas.


Batman Annual #1:

Scott Snyder se junta com James Tynion IV novamente para recontar a história de um dos maiores vilões do Homem-Morcego:
O Sr. Frio.

Em uma história que mistura muitos dos elementos clássicos do vilão com novos fatos:
Em sua infância vemos a origem de seu trauma com a triste história de sua mãe.
Depois, vemos Victor no auge da sua carreira já tendo uma enorme obsessão por Nora. Uma obsessão que acaba causando seu acidente.
Por fim, voltamos para a Noite das Corujas, onde Victor escapa do Arkham e tenta reaver Nora.

É uma edição linda em todos os sentidos, principalmente pelo traço limpo e extremamente belo de Jason Fabok e a coloração invernal de Peter Steigerwald.
Depois de diversas aparições desanimadoras de vilões clássicos do Morcego, está do Sr. Frio, é a primeira realmente boa dos Novos 52.
Uma história que reforça a profundidade do vilão e o deixa como um incrível antagonista para o Batman.
Corra.


Crítica por: Sid

Comentários

Mensagens populares deste blogue

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

Supergirl, Lanterna Vermelha

Não é de hoje que a Supergirl tem alguns problemas em controlar sua raiva e alguns sentimentos mais fortes e, de acordo com o novo escritor de Supergirl, Tony Bedard diz que Kara vai evoluir de uma adolescente cheia de raiva para uma adulta, defensora da Terra. Mas primeiro, ela tem que se livrar dessa fúria da juventude! Cuidado com os spoilers: