Avançar para o conteúdo principal

Universo DC #09

Universo DC #09 - mix Panini
Nota total: 7,5

As estreias sensacionais de Terra-2 e Melhores do Mundo marcam essa nona edição. Depois de oito meses sendo uma revista não tão boa assim, salvo Aquaman e Mulher Maravilha, Universo DC passa a ser uma das que mais valem o dinheiro investido. Participação especial da Liga da Justiça Internacional, uma breve aparição de Homens de Guerra e a tão esperada estréia do mestre Liefeld!



Terra 2 #01 - O Preço da Vitória

Cinco anos depois dos herois se revelarem ao mundo, Darkseid aparece e deita a Liga da Justiça, depois de uma desequilibrada briga, ele é expulso e a vida volta ao normal. Isso na Terra normal que conhecemos, presente em quase todas as Novas 52. Aqui o negócio é bem diferente.

Na invasão inicial, Darkseid subjuga os herois da Terra 2 e por 5 anos, cheios de batalhas e mortes, continua com sua conquista aos seres terrestres. Porém, numa missão suicida, a poderosa Trindade desaparece, para livrar o mundo das garras de Apokolips. Diana, a última das Amazonas no planeta, distraída por sua fúria, acaba empalada por Lobo da Estepe, um dos asseclas de Darkseid. Distraído com a morte da princesa, Kal é desintegrado por uma horda de parademônios. Bruce morre na explosão da torre de comunicação de Apokolips, ao inserir o vírus que anularia toda a força dos invasores.

Antes de morrer, o Cavaleiro das Trevas faz um discurso lindo para a sua filha, a Robin e não tenho vergonha em falar, eu chorei que nem um bebê privado das tetas de sua mãe... Voltando a seriedade. Helena, a Caçadora, tão lembrados? Antigamente ela era mesmo a filha do Bruce na linha do tempo original e tals, esse foi um resgate bem interessante feito pelo roteirista James Robinson. Ao final, ela e a Supergirl (Kara) se jogam num tubo de explosão, ao perseguir uma figura estranha e somem da Terra 2.

Ainda aparecendo na revista, temos o Sargento Al Pratt, o antigo Átomo, que está defendendo o 'plano B' do ataque e Jay Garrick o garotão desejeitado que acabou de sair da faculdade, recebe a visita do deus mensageiro, Mercúrio. O polêmico dono de uma rede de jornalismo, Alan Scott, também da o ar de sua graça.

Se eu continuar falando, acho que dedico um post inteiro só pra estréia de Terra 2... vamos as tecnicidades. A arte da australiana Nicola Scott impressiona, ela traz uma sensação da Era de Ouro dos quadrinhos, não pelo traço, mas sim no visual que da as personagens, lembrando os clássicos. A arte final de Trevor Scott completa muito bem os desenhos. O maior destaque vai para James Robinson, por sua maestria nesse caminho de reviver a Sociedade da Justiça, meus mais sinceros parabéns a ele. Nota 10,0



Melhores do Mundo #01 - Caçadora e Poderosa em: Renascimento

Depois de mergulhar no tubo de explosão atrás do Lobo da Estepe, Helena e Kara vão parar na Terra 'certa' e lá ficam, perdidas, sem saber como voltar. Um dos nomes que Helena Wayne usa, é Helena Bertinelli, seu antigo nome pre-reboot (lembram?) e a Caçadora nasce. Kara Zor-el vira Karen Starr, uma poderosa bilionária industrial, comprando tecnologias que podem as ajudar em sua volta para a Terra 2.

Paul Levitz toma a frente do ótimo argumento da revista, reexplorando antigas heroinas e as inserindo nesse novo mundo ao qual foram arremessadas e suas ótimas as referências à antiga DC. Completando o time criativo, temos o lendário Gerge Pérez, desenhista do maior mega-evento que os quadrinhos já teve, a Crise nas Infinitas Terras (que da o nome ao blog haha), Pérez nos traz seu f*deloso traço, já evoluído, não que tenha sido ruim antes, juntamente com Scott Koblish (Excalibur)e Kevin Maguire(Defenders). Sem dúvida, é uma equipe de pesos pesados que já tiveram muita experiência pela frente. Mas cade o buraco no colante? Nota 9,0


Homens da Guerra #04 II - Crânio-Bôs / Travado

Única coisa mal aproveitada em Universo DC #09, foi o espaço que essa revista ocupou, uma história totalmente descartável, pegando páginas que poderiam ser melhor utilizadas. Realmente não necessita de comentários, ela é muito avulsa.  Nota 3,0



A arte pode ainda não ser dele,
mas a capa é!
O Selvagem Gavião Negro #09 - N Formas de Morrer

Rufem os tambores, pois a 9ª edição de Gavião Negro marca a volta do mestre Robert 'Rob' Liefeld! O co-fundador da Image, juntamente de Mark Poulton, cuida do argumento da revista a partir desta edição, nos poupando de seus magníficos traços. Triste.

Já mudado e aceitando seus 'poderes', Carter vai dar uma arejada pelos ares e acaba capturado para um reality show de vendas, para ter alguns compradores em potencial, do Metal Enésimo. Já que capturaram sua amiga, Emma, ele se vê obrigado a lutar. Nota 6,0


Fúria do Nuclear #09 - Incidente Internacional

Depois de falhar miseravelmente na contenção do atentado a Torre Eiffel, os Nucleares recebem a visita da Liga da Justiça Internacional e, ao se ver ameaçado, Jason tasca um beijo em Pássaro Flamejante e ambos se fundem em Ira, um ser parecido com o que ele se transformou com Ronnie.

Depois de sumir do meio do ar, a Internacional cuida do resto do incidente e Pozhar e Ronnie aparecem. O roteiro continua na mesmice, nos fazendo esperar mais e mais por alguma coisa concreta. E eu aqui pensando que nunca mais veria o OMAC... Pelo menos ta num traço exponencialmente melhor. Nota 5,0



Diana e sua antiga relação
com laços e correntes...
Mulher Maravilha #09 - queridos irmãos

Ares, o deus da Guerra, ser tomado por um velho cansado e com e ensanguentado, foi uma incrível interpretação de Azzarello e o novo artista, Tony Akins. O titã Cronos, pai dos três deuses mais poderosos, foi transformado em um ser caquético, preso e sofrendo, chorando vinho e sendo usado como trono por Hades. Afrodite, a deusa magnânima da beleza não aparece por completo, pois nossos olhos mortais não são para sua beleza nua e natural.

Com os preparativos para o casamento entre Diana e o deus so submundo, os convidados começam a chegar. Arrumada pela sofredora Perséfone, a princasa das Amazonas vai de encontro a seu futuro esposo.

Azzarello continua tocando sua obra de um modo que a cada revista que passa, o leitor espera ansiosamente a próxima, ele consegue construir um enredo que captura facilmente quem está segurando a revista. 9,0


Aquaman #09 - Os Outros, parte 2

Mais um do antigo grupo de Arthur é revelado, o Prisioneiro, que possui as almas de seus colegas do exército que morreram ao seu lado e nunca conseguiram descansar, emprestam suas forças em horas de necessidade. No Brasil, Aquaman e Ya'wara derrotam os militantes a mando do Arraia e continuam sua busca, para se encontrarem cara a cara com seu maior inimigo. Nesse capítulo, Johns narra através do Doutor Shin, o verdadeiro significado de tamanha vendeta entre o Rei dos Mares e Arraia Negra.

Ivan Reis, Rod Reis e Joe Prado continuam como equipe artística, fazendo uma das melhores artes de todas as Novas 52. Geoff Johns da motivos para Aquaman estar entre as mais vendidas nos Estados Unidos, apresentando novos herois e revelando a origem do Rei dos Mares. Nota 9,0

Comentários

Mensagens populares deste blogue

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.

Primeira Edição: a Kryptonita Rosa

Hoje vamos falar da maior fraqueza do Superman: a kriptonita. Aquela rocha saída do núcleo de Krypton, depois que tudo explodiu. A pedra uma certa radiação que faz um mal danado ao escoteiro azul. Com algumas variações, azul, vermelha, branca e dourada, a kryptonita tem uma irmã que nem todo mundo conhece.

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.