Avançar para o conteúdo principal

Lanterna Verde #07

Lanterna Verde - #07 Mix Panini        (Nota: 6,5)

Lanterna Verde #7:

Tivemos um bom primeiro arco de histórias, reestabelecendo o lugar de Hal e Sinestro no universo, mas apesar disso não foi um arco com real potencial de ser memorável.
Com o começo desse novo arco já conseguimos sentir o velho e incrível prazer de ler Lanterna Verde.

 
A história começa com Hal e Sinestro se enfrentando, pra variar. E quando os dois parecem chegar em um acordo, surge a Tribo Índigo para raptar Sinestro.
Os Índigos que surgiram que surgiram como misteriosos aliados na "Noite Mais Densa", aparecem aqui de uma maneira assustadora e bizarra.
Levando a crer que a compaixão da Tropa deles não é nada mais do que uma lavagem cerebral.

Um novo arco com um começo promissor e explorando os mistérios das outras Tropas. Exatamente como a revista do Lanterna Verde deve ser.

A Compaixão é cruel

Lanterna Verde - Os Novos Guardiões #7:

Essa edição dos Novos Guardões está surpreendentemente lotada de coisas acontecendo, da impressão que comprimiram uma revista de 40 páginas em somente 20.

Temos a história do Arcanjo Invictus, Larfleeze e seus planos, diálogos com Invictus, mais lutas, mais interações entre os membros da equipe e mais diálogos.
O fato é que esse Arcanjo é um ser absurdamente poderoso, mas não tão interessante. Pois sua motivação não é nada além de sua obsessão por justiça e ira cega.

A interação do grupo continua sendo o ponto forte da revista, sendo cada vez mais profunda e divertida.
Mas começo a me perguntar se esse arco não está se extendendo por tempo demais.


Tropa dos Lanternas Verdes #7:

John Stewart, o famoso Lanterna Verde do desenho da Liga da Justiça, sempre foi o menos popular entre os leitores dos quadrinhos do Lanterna.
E essa edição mostrar exatamente porque disso acontecer.

Tomado pela culpta de ter assassinado um companheiro Lanterna, John encontra a família do mesmo para cumprir seu dever moral.
Em uma história cheia de drama barato e falta de carisma, não conseguimos sentir absolutamente nada pela família do falecido nem por John.

Fico pensando como Peter J. Tomasi, o cara que ressucitou esse mesmo título a anos atrás, conseguiu afundar tanto essa revista no buraco.


Crítica por: Sid

Comentários

Mensagens populares deste blogue

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

Supergirl, Lanterna Vermelha

Não é de hoje que a Supergirl tem alguns problemas em controlar sua raiva e alguns sentimentos mais fortes e, de acordo com o novo escritor de Supergirl, Tony Bedard diz que Kara vai evoluir de uma adolescente cheia de raiva para uma adulta, defensora da Terra. Mas primeiro, ela tem que se livrar dessa fúria da juventude! Cuidado com os spoilers: