Avançar para o conteúdo principal

Esquadrão Suicida & Aves de Rapina #04

Esquadrão Suicida & Aves de Rapina - #04 Panini 
(Nota: 8,0)

Esquadrão Suicida #4:

Lendo essa edição do Esquadrão suicida, uma palavra vem à minha mente: inconsistência.
Toda a revista está extremamente forçada, querendo parecer muito mais radical e violenta do que realmente é.


O roteiro não impressiona em nada, pois mistura missões completamente sem graça e mal explicadas com interações de personagens nem um pouco naturais.


E a arte está uma verdadeira bagunça, com a Arlequina usando maquiagem em uma página e sem na outra, a ausência completa de dinâmica de movimento e expressões faciais bizarras.

E não consigo entender a inclusão do Ioiô na equipe, ele só tem uma única cena e é completamente idiota. E o Capitão Bumerangue, coitado, não consegue nem convencer os leitores de que é um vilão legal, pois some da revista mais rápido do que entrou.
Me pergunto por que diabos não usaram essa arte como capa


Aves de Rapina #4:

Agora sim vem a grande surpresa: 
Essa edição de Aves de Rapina está incrível!

A arte de Jesús Saiz chegou a um nível perfeito para a edição, com belíssimos traços femininos e uma dinâmica de ação excelente.
É uma edição bonita de se ler, tanto pelos desenhos quanto pela história e pela caracterização de personagens. Tudo saiu de maneira perfeita nessa edição.

E a escolha de contar a história pelo ponto de vista da Sturnia finalmente faz ela conquistar a simpatia do leitor.

E o mistério no final da edição consegue fisgar o leitor e fazer pela primeira vez o próximo número do título ser realmente desejado.

Só a chamada na capa que não faz sentido, porque a participação da Batgirl na edição é quase que inexistente.
Tudo pelas vendas, né?

Crítica por: Sid

Comentários

Mensagens populares deste blogue

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.

Primeira Edição: a Kryptonita Rosa

Hoje vamos falar da maior fraqueza do Superman: a kriptonita. Aquela rocha saída do núcleo de Krypton, depois que tudo explodiu. A pedra uma certa radiação que faz um mal danado ao escoteiro azul. Com algumas variações, azul, vermelha, branca e dourada, a kryptonita tem uma irmã que nem todo mundo conhece.

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.