Avançar para o conteúdo principal

Lanterna Verde - #05

Lanterna Verde - #05 Mix Panini        (Nota: 6,5)

Lanterna Verde #5:

Jamais pensei que isso poderia acontecer, mas Lanterna Verde se tornou uma revista sem graça.

Geoff Johns deve ter ficado sem nenhuma inspiração na hora de escrever essa revista por ter que cuidar de tantas coisas na DC.
Mas o fato é que a revista mais épica de toda a editora simplesmente não consegue ser interessante.



Tudo acontece extremamente rápido, com pouquíssimo desenvolvimento e imersão, simplesmente não deixando nenhum personagem além do Sinestro apresentar um lado mais profundo. 
E quando menos percebemos, a edição já acabou e Sinestro derrotou sua Tropa e Hal voltou para a Terra e seus problemas.  


Hal Jordan? Que Hal Jordan?

Até que temos um bom momento com Sinestro se assumindo de maneira mais definitiva como Lanterna Verde.
Mas quem leu a revista do Lanterna antes do reboot sabe que essa não chega nem aos pés do que Lanterna Verde já foi.





Lanterna Verde – Os Novos Guardiões #5:

Os Novos Guardiões se tornou a única HQ que consegue trazer um pouco de novidade para o mix.
Não que o arco atual seja uma coisa completamente genial, mas é uma aventura muito divertida e consegue entreter sem forçar demais.

Personagens como Kyle Rayner, Larflezze e Glomullus têm um carisma enorme, o que tanto falta nos outros títulos dos Lanternas.
E o mistério do Planetário e seu Arcanjo Invictus, que tem alguma rixa no passado com Larflezze, fecham a revista de maneira ótima deixando o leitor querendo mais.



Tropa dos Lanternas Verdes #5:

A ideia de transformar essa edição da Tropa em uma versão espacial de "Os Mercenários" é completamente desastrosa.
O encontro do Guy com os caras durões, as discussões e brigas entre a equipe e a postura de bad ass forçada (aprendam direito com o Lobo, poozers!) fazem a edição quase descer ao nível de "Batman: The Dark Knight" (e isso é terrível!).
A única coisa boa e bem trabalhada é a origem dos Protetores que o Caçador de Marte revela ao Guy e sua turma vitaminada.

Peter J. Tomasi está com o mesmo problema do Geoff Johns: se dedicando demais a outros projetos e deixando Lanterna Verde às moscas.

Crítica por: Sid

Comentários

Mensagens populares deste blogue

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

Primeira Edição: a Kryptonita Rosa

Hoje vamos falar da maior fraqueza do Superman: a kriptonita. Aquela rocha saída do núcleo de Krypton, depois que tudo explodiu. A pedra uma certa radiação que faz um mal danado ao escoteiro azul. Com algumas variações, azul, vermelha, branca e dourada, a kryptonita tem uma irmã que nem todo mundo conhece.