Avançar para o conteúdo principal

Universo DC #04

Universo DC #04          nota total: 6,3

Com o fechamento do primeiro arco de Aquaman, UDC#04 já começa bem (como sempre), mas devido a quantidade de títulos cancelados que a compõe, a qualidade vai oscilando até chegar na Maravilha de Azzarello. Mais conclusões nas páginas de Nuclear e Gavião Negro, novo arco para o Sr. Incrível e a continuação da invasão ao ninho dos Falcões e a péssima O.M.A.C. ocupando espaço.






Aquaman #04

Uma nave subaquática é encontrada nas profundezas do fosso ao qual Mera e Arthur mergulharam ao perseguir as criaturas que invadiram a Baia da Anistia e capturaram seus moradores. Quanto mais fundo chegam, mais a escuridão os cobre. Ao adentrar o que parece ser o covil das criaturas abissais, eles se veem no meio de uma aglomeração, com o rei e a rainha dos comedores de carne vermelha e assim, um furioso combate se inicia.

#chorei
No meio da luta, Aquaman percebe uma parede contento vários casulos com as pessoas capturadas da superfície e, enquanto Mera atrasa os abissais, ele salva os terrestres. Enfrentando um dilema entre exterminar uma espécie ou arriscar a segurança das pessoas de sua cidade, Arthur soterra os monstros abaixo de uma enorme parede de pedra enquanto explode um vulcão e o fosso entra em colapso.

Ao voltar para a superfície, Aquaman e Mera recebem vários elogios e quando uma criancinha se aproxima e diz 'Você é super-heroi preferido.' é uma composição digna de emoção. Um elogio enorme ao trabalho de revitalização de Geoff, Ivan, Joe e Rod em cima de um dos herois mais icônicos da DC Comics.

Com a conclusão do Mistério do Fosso, temos na ultima página desse capitulo, uma promo mostrando o que vem por aí e não é nada fraco não. Arthur embarcará numa jornada para encontrar respostas sobre a, outrora mais poderosa nação da terra, Atlântida. Nota 9,0.




O Selvagem Gavião Negro #04

Surge um aliado inesperado no meio da porradaria, Askana, a bizarra assistente do Dr Kane se alia na batalha contra Morfícius, o alienígena que quer disseminar uma praga que dominaria todas as formas de vida.

Aprendendo que seus instrumentos thanagarianos apenas fortalecem o inimigo, Carte Hall se lembra do que o holograma na nave de contenção o disse sobre como derrotar a criatura e, com um banho do que parece ser nitrogênio liquido. Ao congelar o inimigo, um homem misterioso aparece e diz ao Gavião que se ele não para o Dr Kane e tirar as amostrar genéticas que este possuía, isso não iria acabar.

Dito e feto, com as amostrar entregues em mãos competentes, Carte encontra sua amiga e ambos saem para uma volta, só que nem tudo é o que parece. Agora Carter Hall enxerga os mortos, pois eles se erguem. Nota 5,0

Mais uma conclusão de arco, só que dessa vez, bem abaixo do aceitável, a única coisa mostrada foi um vilão em fuga sendo capturado e destruido, fim.


O.M.A.C. #04

Omactivar... não sei como isso passou pelos editores, de verdade.

Depois de sequestrado pelo irmão olho, o hospedeiro de Omac é teleportado para sua casa, onde arranja umas desculpas para seu patrão e perde a namorada logo depois. Bem loca a vida.

Depois do time enviado por Max Lord ter falhado na missão de captura do Operativo, o cúmulo da falta de criatividade nova iorquina é enviado a sua procura. Enquanto o chinês está fora do alcance do Olho, dentro do metrô - lugar que todos sabemos que quase nenhum celular funciona - ele se vê surpreendido por JACARÉS CIBERNÉTICOS que saem da parece e o perseguem até o ESGOTO!

Não aguento mais, juro. Preferia ver o filme do Pelé. Não, agora é sério, cade as Tartarugas Mutantes Ninjas? A nova publicação delas da de 10 a 0 nisso aqui.

Kevin tenta um pouco de livre arbítrio enquanto encarna Omac, mas o Irmão Olho deixa bem claro que o china não decide mais nada em sua vida e, depois de destruir os jacarés, nosso protagonista volta pra casa pra tomar uma ducha.

Mais uma vez teremos um cross over dos títulos, como ultima ação, Max Lord chama Frankenstein, o agente da S.O.M.B.R.A. para que um monstro cuide do outro. Nota 4,5



A Fúria do Núclear #04

Essa capa me interessou bastante, gostei de como o artista usou características dos poderes do personagem pra acrescentar alguns detalhes a ilustração, mas como vovó me ensinou, não julgue um livro pela capa.

Usando o protocolo dos homens-nuclear do Doutor Stein, um negociador de armas terrorista faz uma demonstração do seu poder para seus clientes, mostrando como transformar um ser humano em uma bomba nuclear de 1hit KO, depois até descobrimos que ele também é um Nuclear, mas com um 'erro de produção'.

Interceptando o avião desse terrorista, nos é apresentado um dos caras que ajudou o Dr Stein na criação do protocolo e até aplicou-o em si mesmo, assim como o malvadão. Só que o primeiro de todos os homens nucleares manja muuuuuuito mais do que um mal feitinho e Pozhar acaba absorvendo o inimigo.

Virando a câmera para os nosso protagonistas, vemos que ambos estão irritadiços com o ferimento e sua amiga e querem vingança. Um vai levar a menina no hospital e remove a bala do cérebro dela com a ajuda de seus novos poderes e o outro vai tentar abocanhar o prato ainda quente, mas como sabemos, a primeira colherada é sempre um susto.

Ao que parece, a agência que os caçava, está do lado do 'bem', por enquanto(?) e os oferecem um emprego e o que nos é prometido para a próxima edição, é o que diabos essa Z-Tech quer dos dois Nucleares. Nota 6,0


Senhor Incrível #04

Ta chegando no nível de Omac, só falando. Aqui, o roteirista resolveu começar um dos arcos mais clichês das histórias em quadrinho.

Terráqueo é sequestrado e jogado no meio de uma prisão alienígena onde não consegue se comunicar com ninguém, faz uma coisa incrível e vira o pica das galáxias dentro do presídio. Até ai tudo bem, pode dar uma boa história em qualquer lugar, o que me deixou irritado foi outra coisa.

Desde o primeiro número de Senhor Incrível, venho percebendo uma riqueza enorme de descrições científicas por parte do protagonista, são nomes longos e complicados que pessoas comuns NÃO TEM IDEIA DO QUE SIGNIFIQUEM. Mesmo ele fazendo tudo na 'nossa frente' e tals, ler isso é um saco. O personagem é o terceiro mais inteligente do mundo, porra legal, mas seus leitores não dividem esse lugar com ele. Nota 4,5


Falcões Negros #04

Depois de capturados pelos servos da Mãe Máquina, os dois integrantes dods Falcões recebem uma proposta de se alistar em suas fileiras em Ideália, a cidade tecnológica. Enquanto a soberana apresentava o lugar a dupla, Canadá a deixa inconsciente com uma escadada na cabeça e ele e Selvagem escapam da fortaleza numa nave de tecnologia estranha que acaba os levando para o espaço.

Enquanto isso, no Ninho, um dos prisioneiros escapa e começa a tocar o puteiro, liberando radiação, invadindo sistemas e roubando energia, só que agora Kunoichi tem os mesmos nanitas dentro dela e vai enfrenta-lo, apesar de deter o inimigo, ela acaba explodindo todo o complexo, deixando os Falcões Negros sem sua base.

A história ainda está se desenvolvendo, nada fora do comum e as promessas continuam desde sua estréia, ainda acredito que dê algo bom nisso. Nota 6,0


Mulher Maravilha #04

Uhuuuuul! Abrir e fechar com as melhores publicações foi uma boa ideia de vendas pela Panini, o foda é o pacote de lixo que vem no meio.

Não me canso da arte de Cliff Chiang. O modo como ele e Azzarello idealizaram as novas formas dos doze Olimpianos, colocando 'suavemente' na arte suas principais características. Quanto a 'nova velha' abordagem da Mulher Maravilha, com seu feminismo a flor da pele e 2,10m de puro tesão, isso nem se fala. MM é sim um dos top títulos dos Novos 52 e não se fala mais nisso.

A fúria de Hera é conhecida desde tempos antigos e não é só porque alguns milhares de anos se passaram que isso ia mudar. Ao descobrir que Hiopólita de deitou com seu marido para conceber a criança Diana, a deusa desce a Themyscira para prestar contas com a Rainha das Amazonas. A deusa acaba transformando todas as amazonas em serpentes e sua rainha em uma estátua de pedra.

Depois de dar uma descansada nos nervos num show de punk rock, Diana decide ir pedir perdão a sua mãe e irmãs, mas acaba descobrindo o que já havia acontecido. Após conversarem, Apolo conta a Ares que um novo panteão está para ser formado e esse nascerá da mão de um dos filhos do rei. Nota 9,0

Comentários

Mensagens populares deste blogue

ESPECIAL: Constantine - Ordem de leitura!

Com tanta série vindo por aí, querer conhecer um pouco mais do que está chegando pode parecer uma boa ideia. Saiba o que ler para ter um conhecimento sobre o  mago inglês mais famoso da DC Comics e estar preparado para o que pode vir a ter na série.

Invasão - Por onde começar a ler X-Men

O grupo mutante X-Men é um dos maiores títulos da Marvel e sempre compete pela liderança de maior número de edições vendidas da editora e isso é um reflexo da qualidade de seus personagens e histórias.

Primeira Edição: a Kryptonita Rosa

Hoje vamos falar da maior fraqueza do Superman: a kriptonita. Aquela rocha saída do núcleo de Krypton, depois que tudo explodiu. A pedra uma certa radiação que faz um mal danado ao escoteiro azul. Com algumas variações, azul, vermelha, branca e dourada, a kryptonita tem uma irmã que nem todo mundo conhece.